Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

Casamentos, debutantes, aniversário infantil, ensaio de casal, Ensaio pré wedding

Descrição da Imagem

SLIDES Notícías Gerais

Tecnologia do Blogger.

Labels

BOTAO FACEBOOK

POUP TESTE

"

Visualização por páginas

Ads 468x60px

About Me

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Dafiti Publicidades I

Publicidade I

Featured Posts

CALENDÁRIO ONLINE

Calendário com feriados municipais, datas comemorativas e fases da lua

CONVERSOR DE NÚMEROS ROMANOS

DIGITE UM Nº DE (1 A 3999) =>>

RESULTADO DO NÚMERO EM ROMANOS:

.EXEMPLOS: I = 1, V = 5, X = 10, L = 50, C = 100, D = 500 E M = 1000.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

INDIQUE ESTE SITE

Google+ Badge

Social Icons

Moeda digital voltada para cristãos pode ser usada para dízimos e ofertas

Lançado no mercado em 2009, a Bitcoin é uma criptomoeda – moeda digital – controlada por uma rede peer-to-peer que não depende de bancos centrais. Neste mercado, estimado em bilhões de dólares, a fatia do bitcoin é de 40%. Na esteira do seu sucesso, mais de 750 outras criptomoedas surgiram na web.
Todas elas têm em comum o fato de realizarem operações difíceis de serem rastreadas e podem ser trocadas por dinheiro no “mundo real”. Agora surge a Christ Coin, voltada para um público cristão e que além de oferecer oportunidade de investimento e renda para os consumidores, possibilita que seja usada para doações a igrejas, ONGs e missões.
Ciada pela organização Life Change, a Christ Coin não é a primeira moeda digital focada em um grupo religioso. Outros exemplos são a BitCoen, destinada a judeus e onde 5% dos lucros vão para Israel, e a Onegram, voltada para muçulmanos e enquadrada na rigorosa lei religiosa da sharia.
Os criadores da Christ Coin são empresários cristãos. Eles afirmam que sua missão de atender às necessidades espirituais e financeiras de qualquer interessado e ajudar a financiar trabalho de igrejas e ajudar a comunidade cristã global como um todo.
As criptomoedas, também chamadas de “tokens”, já são aceitas como opção de pagamentos em diversos sites. Os especialistas acreditam que elas vieram para ficar.
A Christ Coin permitirá que os fiéis comprem ou ganhem essas “moedas”, que além de ser usada em compras, permite que as pessoas contribuam para as igrejas ou causas com as quais se identifiquem.
Após o período inicial de crowdfunding, qualquer um pode se inscrever na plataforma Life Change e ser recompensado monetariamente pela interação de várias maneiras, incluindo voluntariado, participar em pequenos grupos de estudo, publicação de conteúdo ou mesmo leitura da Bíblia.
Luke Forstmann, co-fundador da Christ Coin, explica. “Nós gostamos de pensar que com isso os cristãos podem deixar sua marca no mundo, apoiar esforços humanitários, proteger sua vida espiritual e obter uma renda adicional”.
Para ele, a moeda digital cristã é “uma oportunidade de investimento, mas que vai além das finanças pessoais. Esperamos que isso altere vidas, ministérios de apoio e inspire as pessoas a crescerem em sua fé”.
Assim como acontece com as outras criptomoedas, a Christ Coin oferecerá recompras trimestrais e livre comércio. Isso permite que o investimento continue a crescer e aumentar o valor da moeda digital.
Para entender  como funciona esse mercado promissor, basta lembrar que a valorização acumulada do bitcoin no Brasil nos oito primeiros meses de 2017 chegou a 390,6%, de acordo com dados publicados no relatório do mês de agosto do site bitvalor.com, que acompanha os preços no mercado brasileiro. Somente em agosto, o mercado nacional negociou um volume total de R$449 milhões, o equivalente a todo volume transacionado no país no ano de 2016.
 Com informações de Religion News

A igreja passou a ser um show, mas Jesus vivia no meio dos pecadores, das prostitutas, dos bandidos”, afirma André Assis.

O jornal El País publicou em seu site uma matéria sobre o pastor André Assis, que possui um trabalho de evangelismo nas grandes favelas do Rio de Janeiro. Nela a equipe de reportagem acompanha o pastor, de 45 anos, pelos Complexos do Chapadão e da Maré, zona norte do Rio.
“Os grupos de adolescentes ameaçadores que vigiam as ruas se desarmam diante do chamamento do pastor. Ninguém questiona ou se incomoda com a sua presença, nem tampouco com a da reportagem. O pastor representa a única autoridade – além de seus chefes – que eles respeitam e temem,” ressalta a reportagem.
Com mais de 10 anos trabalhando diretamente com pessoas ligadas ao tráfico de drogas, o pastor André observou a necessidade de criar um centro de reabilitação como refúgio e abrigo para os ex-traficantes, o instituto Revivendo com Cristo.
“Criei este lugar porque percebi que meu trabalho estava incompleto. Uma vez, numa das situações mais chocantes da minha vida, um traficante me chamou. Chorava e implorava que o tirasse dali. Não pude ajudar, não tinha aonde levá-lo”, conta o pastor.
A reportagem ainda cita como alguns dos ex-traficantes agora atuam com o pastor André nas missões de evangelismo. “Jackson, um jovem de 23 anos, procurou Assis quando os seus próprios companheiros o condenaram à morte depois do desaparecimento de uma quantia significativa de dinheiro. Jackson, que fumou o seu primeiro baseado aos oito anos e era um dos seguranças do chefe de sua favela, agora usa paletó, leva uma Bíblia na mão e segue os passos do pastor, procurando evangelizar as pessoas, tomando a si próprio como exemplo. Após fugir da sentença de morte, Jackson vai se casar e formar uma família, embora ainda viva no centro de recuperação onde Assis leva quem deseja segui-lo”.
A matéria ainda aborda o crescimento da penetração do evangelho nas comunidades em relação a queda do catolicismo, além de falar sobre intolerância religiosa e como muitos não conseguem se desligar do tráfico, mesmo tendo sido criados na igreja.
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/pastor-evangeliza-traficantes-essa-e-minha-missao/

Senador está afastado das atividades parlamentares e cumprindo reclusão noturna desde o fim de setembro, por determinação do STF


senador tucano Aécio Neves (MG), cujo destino deve ser decidido nesta terça (17) pelo Senado, enviou carta a seus pares em que diz estar enfrentando "trama tão ardilosamente construída" e pede o apoio e o voto dos colegas para voltar a exercer o mandato.

Aécio está afastado das atividades parlamentares e cumprindo reclusão noturna desde o fim de setembro, por determinação do STF (Supremo Tribunal Federal).
A manutenção ou revogação dessas medidas cautelares será posta em votação nesta sessão da Casa, e precisa ser referendada por 41 dos 81 senadores.
"Talvez você possa imaginar a minha indignação diante da violência a que fui submetido e o sofrimento causado a mim, à minha família e a tantos mineiros e brasileiros que me conhecem de perto em mais de trinta anos na vida pública", começa o texto.
Fazendo um apelo ao corporativismo da Casa, o parlamentar diz o tema é grave tanto para ele quanto para o próprio Senado. "O que está em jogo é se pode, de forma monocrática ou por maioria de votos de uma das turmas do Supremo, um parlamentar ser afastado de suas funções sem ser previamente julgado", diz.
A carta foi enviada um dia após o presidente Michel Temer enviar documento semelhante aos deputados aliados, que deliberarão sobre a segunda denúncia apresentada contra ele pela Procuradoria-Geral da República.
No texto, o senador pede desculpas pelos "termos inadequados" que usou nas conversas gravadas pelo empresário Joesley Batista e diz que se "penitencia diariamente" por causa deles.
O documento distribuído aos parlamentares é impresso, mas foi assinada à mão pelo senador tucano.
Ele contém ainda uma nota do advogado de Aécio, Alberto Zacharias Toron, que lista nove pontos de por que os colegas do tucano deveriam votar para restabelecer suas funções parlamentares. 
Com informações da Folhapress.

O avião está registrado em nome da ONG Greenpeace

Uma aeronave caiu na região do Arquipélago de Anavilhanas, próximo à cidade de Novo Airão, interior do Amazonas. A informação foi adiantada pela Força Aérea Brasileira (FAB) e publicada no G1.  De acordo com o Greenpeace, uma sueca, de 29 anos, morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas. Não há informações sobre as causas do acidente.

Nesta terça-feira (17), foram localizados destroços do avião em um rio na região. 
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirmou que o avião está registrado em nome da ONG Greenpeace.
A FAB informou que a queda ocorreu por volta das 15h (horário de Brasília). O avião envolvido no acidente é um Cessna 208, matrícula PR MPE.
Uma equipe do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VII) irá apurar informações sobre o acidente.
NOTA GREENPEACE
O Greenpeace informou que está "concentrando todos os nossos esforços em prestar assistência às vítimas e suas famílias e também em colaborar com os órgãos competentes que estão investigando o fato." O texto informa ainda que a ONG está em luto.
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/461350/aviao-do-greenpeace-cai-no-amazonas-um-morto-e-quatro-feridos

O senador do PSDB irá retomar ao mandato

Senado decide por 42 votos a 26 derrubar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e mantê-lo em recolhimento noturno (OFS 70/2017). Com isso, o senador, que estava afastado da Casa desde 26 de setembro, pode voltar a exercer o mandato. A votação foi aberta e nominal.

Aécio Neves foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base em delações premiadas da empresa J&F. A maioria dos senadores entendeu, no entanto, que as medidas contra o parlamentar não poderiam ser tomadas pela 1ª Turma do Supremo.
Na discussão da matéria, cinco parlamentares defenderam a derrubada das medidas cautelares: os senadores Jader Barbalho (PMDB-PA), Telmário Mota (PTB-RR), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Roberto Rocha (PSDB-MA) e Romero Jucá (PMDB-RR).
Já os senadores Alvaro Dias (PODE-PR), Ana Amélia (PP-RS), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Reguffe (sem partido-DF) e Humberto Costa (PT-PE) discusaram favoravelmente à decisão do STF. Com informações da Agência Senado.
8 comentários
Classificar por 
Jose Silva · 
ESTAVA NA CARA QUE ISSO ACONTECERIA! LADRÕES DEFENDEM LADRÃO! NESSE PAÍS DE PICARETAS, NÃO EXISTE MAIS LEI, JUSTIÇA, SÓ PALHAÇADA PROTAGONIZADA PELO STF, CONGRESSO E LADRÕES ABRIGADOS EM SIGLAS PARTIDÁRIAS.
CurtirResponder331 min
Ivan Abreu · 
NO BRASIL NÃO EXISTEM POLÍTICOS MAS SIM BANDIDOS USANDO FARDAS DE POLÍTICOS QUE FAZEM AS BLITZ NOS BOLSOS DO POVÃO...TANTO OS DA DIREITA QUANTO OS DA ESQUERDA E OS CENTRISTAS SÃO ATORES ENGANADORES DO POVÃO...
CurtirResponder112 min
Hamilton Gomes de Souza
Responda-me sinceramente, esse resultado resultado surpreendeu alguém???
CurtirResponder227 min
Ivan Abreu · 
E SERIA SURPRESA SE O LULARÁPIO GANHASSE AS ELEIÇÕES ???...
ELE ESTÁ NA FRENTE NAS PESQUISAS...
POIS É...CADA POVO TEM O """DESGOVERNO""" QUE MERECE...
CurtirResponder10 min
Luiz Carlos Montoni · 
quadrilha de ladroes safados filhos da puta
CurtirResponder124 min
Luiz Carlos Montoni · 
eleitores do brasil vão as putas que lhes pariu
CurtirResponder122 min
Ivan Abreu · 
ESTA VITÓRIA DO AÉCIO É UMA EJACULADA NA CARA DE QUEM ACREDITA EM POLÍTICOS...
E OUTRA EJACULADA NAS CARAS DOS PETISTAS QUE ESTÃO VENDO CADA VEZ MAIS DISTANTE A CHANCE DO PETRALHA LULARÁPIO SE ELEGER...
FIM DO MARXISMO FAJUTO DOS PETRALHAS LULISTAS DILMISTAS...
(AINDA BEM; É PREFERÍVEL AS MORDIDAS DOS CÃES DO QUE AS PICADAS DOS ESCORPIÕES VERMELHOS)...
Aceonis SilFer · 
TODO O SERVIÇO FEITO PELA PGR ESTA SENDO JOGADA NO LIXO,PRECISAMOS
FAZER USO DO EXTREMO CONSTITUCIONAL,O EXERCITO TOMAR A ADMINISTRAÇÃO PUBLICA.
CurtirResponder17 minEditado
Emanuel Silva C. T. Mat
Acho melhor eles extinguirem logo o STF, aliás, se eu fosse um dos Ministros que votou na 1ª Turma pelo afastamento do AécioNever, eu renunciaria de imediato - acho que esse Supremo já era e o povo tem que ir pras ruas assumir o poder com um Governo Civil Provisório e prender esses patifes de imediato.
CurtirResponder116 minEditado
Barbara Reis · 
Que novidade, que surpresa. Um psdbista não foi afastado.

O caso tramita na Justiça desde 2010

apresentador Luciano Huck terá que retirar a cerca de boias que providenciou há seis anos em sua casa em Angra dos Reis (RJ). O Ministério Público Federal solicitou que a medida seja tomada depois de serem esgotados todos os recursos do caso, segundo informa o UOL.

Além da retirada da cerca, Huck deve pagar uma indenização de R$ 40 mil por danos morais coletivos.

O apresentador já havia sido condenando em 2011, mas recorreu da decisão, não cabendo mais recursos desde o dia 1º de agosto deste ano.
Em nota, o apresentador disse que: "em agosto de 2017 foi comprovado, em juízo, o depósito da quantia atinente à condenação em danos morais". As boias, segundo o texto, foram retiradas em outubro de 2010.
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/fama/461377/mpf-obriga-luciano-huck-a-retirar-cerca-de-casa-no-rj
Por 44 votos a 26 em votação aberta, o plenário do Senado decidiu nesta terça-feira (17) revogar o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato. Ele havia sido afastado em 26 de setembro por determinação da 1ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) devido a investigações decorrentes da delação premiada de executivos da JBS. Outras medidas da Corte incluíram o recolhimento domiciliar noturno e a entrega do passaporte à Justiça.
Ao todo, 71 dos 81 senadores compareceram à sessão, iniciada por volta das 17h e com quase três horas de duração. Não houve abstenções. Faltaram à sessão 9 senadores, além do próprio Aécio.
"É uma decisão lamentável. Amplia a falta de credibilidade do Congresso e da política no Brasil", afirmou o senador Humberto Costa (PT-PE) após a votação. Costa também classificou como "seletiva" a decisão do Senado. "Fosse alguém do PT, certamente que por muito menos estaria cassado", disse.

Senadores hospitalizados votam

Até mesmo senadores em licença médica votaram. Diante da necessidade de que 41 senadores votassem para derrubar as medidas do Supremo, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) fez um apelo inusitado durante a sessão. "É fundamental nós fazermos um apelo ao senador
Pouco antes, o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), havia informado ao plenário que Bauer passou mal, foi ao hospital, mas estava a caminho do Senado. Nota divulgada pelo Instituto de Cardiologia do Distrito Federal informou que o senador tucano permaneceria internado na unidade para observação e que ele passou por uma cirurgia cardíaca de revascularização há dois anos.
Bauer foi o autor do requerimento para que a análise do ofício do STF que comunicou da decisão da 1ª Turma fosse votada com urgência, aprovado no fim do mês passado.
Em tom bem-humorado, Renan lembrou outros "sacrifícios" de senadores. "O senador João Alberto [Souza] (PMDB-AL) cancelou uma cirurgia e o senador Romero Jucá teve arrancada metade das tripas e está aqui firme", declarou, arrancando gargalhadas. "Isso é o linguajar nordestino", ponderou Eunício, rindo.
Jucá foi submetido a uma cirurgia na última quarta (11) após uma crise de diverticulite aguda --inflamação ou infecção no intestino. Ele saiu do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na segunda (15), e seu retorno para o Senado estava previsto apenas para amanhã (18).
Outro senador que está de licença médica e mesmo assim compareceu à votação foi Ronaldo Caiado (DEM-GO), que é líder do partido no Senado. Ele chegou ao plenário em uma cadeira de rodas e postou seu voto nas redes sociais.
Em nota divulgada ontem (16), sua assessoria de imprensa informou que ele sofreu ele sofreu uma fratura no ombro após cair de uma mula em sua fazenda em Goiás na sexta (13) e ficaria em "repouso absoluto, usando analgésicos e anti-inflamatórios" durante uma semana.
Antes da votação, dez senadores ocuparam a tribuna para se manifestar.
Discursaram a favor do mandato de Aécio Jader Barbalho (PMDB-PA), Telmário Mota (PTB-RR), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Roberto Rocha (PSDB-MA) e Romero Jucá (PMDB-RR). A favor do afastamento, falaram Alvaro Dias (Podemos-PR), Ana Amélia (PP-RS), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Humberto Costa (PT-PE) e Reguffe (sem partido-DF).
Houve ainda um princípio de bate-boca entre Humberto Costa e José Medeiros (Podemos-MT).

HUMBERTO COSTA E JOSÉ MEDEIROS DISCUTEM DURANTE VOTAÇÃO

Encaminhamento de bancadas

Antes da votação, os líderes dos partidos encaminharam a bancada a se posicionar sobre o afastamento de Aécio Neves. Veja as posições:
Não (não deve ser afastado)
PMDB, PSDB, PR, PP, PRB, PTC, Pros
Sim (deve continuar afastado)
PT, PSB, Podemos, PDT, PSC, Rede
Bancada liberada
DEM, PSD

Entenda o caso

24 de março
18 de maio
1º de junho
30 de junho
26 de setembro
28 setembro
3 de outubro
  • Senadores preparam-se para votar o afastamento de Aécio. Um ofício fica pronto antes mesmo da votação, conforme documentos obtidos pelo UOL. No fim do dia, porém, o Senado desiste de votar aguardando uma solução pelo Supremo Tribunal Federal.
11 de outubro
17 de outubro
  • O Senado mantém mandato de Aécio Neves.
Fonte: https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2017/10/17/senado-rejeita-afastamento-de-aecio.htm
A rede Globo exibiu na semana passada um longa matéria tentando taxar de intolerantes todos os que reclamaram nas redes sociais da indecência exibidas nas mostras Queermuseu (Porto Alegre) e MAM (São Paulo).
A exibição de imagens de pedofilia, zoofilia e o vídeo que mostrava uma criança tocando o corpo nu de um homem sob o título de arte deixou muitos brasileiros contrariados. Por isso, quando a Globo tentou justificar esses abusos, a hashtag #globolixo acabou entrando para os principais assuntos do Twitter no mundo.
Neste domingo, a rede Record abordou o assunto de uma maneira completamente diferente, mostrando estar em maior sintonia com o pensamento dos brasileiros.
A Reportagem da Semana, que tomou um bloco inteiro do Domingo Espetacular, ouviu especialistas e mostrou de maneira inequívoca que houve abuso infantil nos museus.
A diferença na abordagem fez com que a hashtag #ParabensRecord chegasse aos trending topics.
De forma mais clara que sua concorrente, a Record ouviu especialistas como a psicóloga Roseli Sayão e o escritor Leandro Narlock, que mostraram o ponto de vista dos conservadores, repudiando não as “manifestações artísticas” em si, mas o fato de crianças terem livre acesso a coisas que não possuem maturidade para discernir.
Ao longo dos mais de 15 minutos da matéria, a Record também expôs a hipocrisia do movimento de artistas denominado #342Artes, que tentou ao longo da semana fazer protestos do que consideram censura.
Ficou mais uma vez evidenciado que o grupo, liderado por Caetano Veloso, segue uma agenda política de esquerda, contrária aos valores familiares da maioria dos brasileiros. A matéria mostrou inclusive que Caetano aos 40 anos teve relações sexuais com uma menina de apenas 13 anos, crime previsto em lei no Brasil. O ato criminoso já prescreveu, mas mostrou por que Caetano se incomoda tanto com essa questão.
Assista:
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/record-mostra-que-pedofilia-nao-e-arte/


Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+