Select Menu

OUÇA OS LOUVORES

TRADUZIR ESTE SITE

Cotação Bitcoin

Cotação Ouro

Cotação Euro

Cotação Dólar

NOTÍCIAS GERAIS

Casamentos, debutantes, aniversário infantil, ensaio de casal, Ensaio pré wedding

Descrição da Imagem
Tecnologia do Blogger.

Labels

BOTAO FACEBOOK

POUP TESTE

"

Visualização por páginas

Ads 468x60px

Dafiti Publicidades I

Publicidade I

Featured Posts

CALENDÁRIO ONLINE

Calendário com feriados municipais, datas comemorativas e fases da lua

CONVERSOR DE NÚMEROS ROMANOS

DIGITE UM Nº DE (1 A 3999) =>>

RESULTADO DO NÚMERO EM ROMANOS:

.EXEMPLOS: I = 1, V = 5, X = 10, L = 50, C = 100, D = 500 E M = 1000.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

INDIQUE ESTE SITE

Social Icons

Ex-político lutava contra um câncer

Faleceu na madrugada desta sexta-feira (15) o evangelista Carlos Apolinário, 66 anos, ex-deputado federal e estadual por São Paulo, e dono da Rádio Vida (96,5 FM).
Apolinário lutava contra o câncer e sua morte foi confirmada pelo seu filho caçula, Carlos Apolinário Júnior, através das redes sociais.
“Perdi meu pai. É com grande tristeza que informo o falecimento do meu amado pai, o meu amigo, o Evangelista Carlos Apolinario. Meu orgulho, meu amor eterno, meu exemplo, meu guerreiro, meu melhor amigo, meu herói, meu exemplo”, escreveu.
Apolinário deixa esposa e dois filhos. O velório acontecerá na tarde de hoje na Assembleia Legislativa de São Paulo e o sepultamento no Cemitério do Morumbi.
Fonte: https://www.gospelprime.com.br/morre-carlos-apolinario/
Muitos cristãos da área decidiram fugir com suas famílias, embora a maioria que permaneceu espera a intervenção do governo

Em 9 de fevereiro, o pastor Leider Molina, de 24 anos, foi assassinado com cinco tiros quando saía da igreja, após pregar, no município de Caucasia, região rural no estado de Antioquia, na Colômbia.
Solteiro, ele era conhecido na comunidade como uma pessoa dedicada integralmente a pregar a palavra de Deus. Segundo testemunhas, ele foi executado por ter se manifestado contra o tráfico de drogas na região, controlado por guerrilheiros comunistas que anteriormente faziam parte das FARC.
Molina exercia seu ministério na mesma região em que o pastor Galarza também foi morto, em setembro de 2018, em frente à sua família.
Muitos cristãos da área decidiram fugir com suas famílias, embora a maioria que permaneceu espera a intervenção do governo. Apesar das constantes ameaças de morte, os pastores e líderes cristãos de Antioquia continuam seu trabalho evangelístico.
Os grupos armados que disputam o controle das rotas de tráfico de drogas e a propriedade de colheitas ilícitas tem gerado uma escalada na violência nos últimos quatro meses.
Os membros dos cartéis veem a igreja como um inimigo a ser eliminado, pois, devido à ação e pregação corajosa de pastores e líderes, muitos jovens têm saído do conflito armado e da ilegalidade.
Fonte: https://www.gospelprime.com.br/pastor-e-assassinado-por-guerrilha-comunista-por-se-opor-ao-trafico-na-colombia/
Boechat morreu nesta segunda-feira quando se dirigia ao trabalho em sua emissora

Um vídeo tem dado o que falar nas redes sociais e envolve um pastor que profetiza uma mensagem. Muitos internautas acreditam ser uma preliminar da tragédia e morte do jornalista Ricardo Boechat. A gravação está viralizando rapidamente nas redes sociais.


Alguns meses atrás o Apóstolo Carlos Alberto da igreja Tabernáculo de Deus, revelou a tragédia e morte que seria do jornalista Boechat. O culto aconteceu a alguns antes.
“grandes sinais…grande via central de são Paulo passara por um abalo, haverá um reboliço e eu vou permitir. Duas sepulturas serão abertas e o povo ficará chocado. Acidentes envolvendo artistas. Carreiras fulminantes descendo do céu. Vou tratar com a mídia. Muitos estão longe da minha presença. Vou tratar no meio do meu povo. O noticiário vai falar noite e dia”, declarou o pastor.

Uma das partes mais marcantes da profecia é quando Carlos Alberto relatou uma das vias principais de São Paulo e duas mortes em um acidente. O local do acidente, a via Anhaguera é uma das principais vias da cidade de São Paulo. Esta foi o local exato da queda do helicóptero.

Mais profecias do Apóstolo Carlos Alberto estão circulando pela internet. Há uma mais recente do início do ano, em que o pastor avisa que o primeiro semestre de 2019 seria marcado por muitas tragédias no país. E o comentário geral dos brasileiros é a sequência de notícias ruins desde o início do ano. Entretanto, segundo o pastor, no segundo semestre Deus iria mandar o “vento do consolo”.
Boechat morreu nesta segunda-feira quando se dirigia ao trabalho em sua emissora. Ele estava num helicóptero que perdeu a direção e fez pouso forçado. Mas pegou fogo a seguir, vitimando o jornalista e o piloto da aeronave. O velório aconteceu na segunda mesmo e na terça seu corpo foi cremado em um cerimônia restrita a família.
Ricardo Boechat era um dos principais jornalistas do Brasil e respeitado âncora do jornal da Band. Ele tinha 66 anos e 6 filhos. Deixou um legado inexorável de contribuição a boa informação e Jornalismo no Brasil.

Clique aqui e assista ao vídeo
Fonte: https://www.obuxixogospel.com.br/2019/02/profecia-que-previa-tragedia-e-morte-de-boechat-viraliza-na-internet/

Lauriete acabou por confirmar o que muitos sites já vinha especulando. No início de fevereiro, o site Folha do Espírito Santo publicou uma matéria dizendo que o casal teria se separado por conta de uma traição de Malta com uma mulher gaúcha

A cantora Lauriete falou pela primeira vez sobre sua situação conjugal com Magno Malta ao jornal Gazeta Online do Espírito Santo. Ela confirmou que está mesmo se separando do ex-senador e que a situação ainda não foi oficializada. Eles estariam na famosa separação de corpos, mas a cantora e deputada federal adiantou que vai oficializar logo, logo.
“Me separei do Magno e vou pedir o divórcio”, revelou a cantora que vai enfrentar sua segunda separação. Lauriete já foi casada com o Pastor Reginaldo com quem teve uma filha. Mas separou-se depois de descobrir uma suposta homossexualidade do político.
Lauriete acabou por confirmar o que muitos sites já vinha especulando. No início de fevereiro, o site Folha do Espírito Santo publicou uma matéria dizendo que o casal teria se separado por conta de uma traição de Malta com uma mulher gaúcha. LAuriete teria flagrado a situação e resolveu colocar um fim no relacionamento. Magno Malta que tinha intenções de voltar para a música gospel viu a idéia ruir diante de um escândalo dessa proporção.
Lauriete ainda confirmou também que o casal já  não está junto desde julho do ano passado. Impressiona a frieza do casal que cumpriu toda campanha eleitoral juntos. Chegou a gravar um Cd gospel cantando juntos que distribuíam gratuitamente nas agendas políticas.

Desde o fim da campanha eleitoral, os dois já não foram mais vistos juntos. A questão de Bolsonaro não ter colocado Malta em nenhum cargo em seu governo também trouxe grande espanto para todos que o apoiavam.

Magno Malta tentou desmentir os boatos de sua separação em uma rádio. Mas Lauriete já circulava sem aliança no dedo esquerdo. Sem contar o áudio que supostamente seria do irmão da cantora contando toda situação. Nesta terça a deputada resolveu dar um ponto final a tanta boataria.

Já Malta pelo que consta ainda tentou por todo esse tempo lutar pelo casamento. Ele até teria até entrado em depressão por conta do fora de Lauriete. Muitos boatos e comentários na internet dava conta de que não era de hoje que o ex-senador gostava de dar uma pulada de cerca. Será que tem Flashback?

Lalit Patidar, de 13 anos, luta contra o bullying e pela aceitação da sua condição

Lalit Patidar é um menino indiano de 13 anos que nasceu com uma doença rara - Hipertricose, mais conhecida como ‘Síndrome do Lobisomem’, que consiste no crescimento excessivo de pelos no rosto, braços ou outras partes do corpo.

O garoto sempre lidou com olhares indiscretos e foi muito afetado pelo bullying na escola. Segundo uma publicação do jornal The Mirror, já foi xingado de 'macaco' e recebeu pedradas de pessoas na rua.
A doença não tem cur mas ele não perde a esperança de uma vida melhor. Sonha em ser policial e poder cuidar dos pais. “Fizeram muito por mim”, diz.
“Nasci com muito cabelo no rosto e isso me faz diferente. Às vezes gostaria de ser como as outras crianças, mas não posso fazer nada. Já me habituei à forma como sou, e normalmente estou confortável comigo mesmo”, afirma.
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/mundo/888359/menino-indiano-tem-doenca-rara-que-deixa-o-rosto-coberto-de-cabelo

Ele estava escondido na cidade de Santa Cruz de la Sierra

O italiano Cesare Battisti, foragido desde dezembro passado, foi preso no fim da tarde deste sábado (12) em Santa Cruz de la Sierra, cidade mais populosa da Bolívia.
A captura foi confirmada pelo assessor especial do presidente Jair Bolsonaro para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, em seu perfil no Twitter.
"O terrorista italiano Cesare Battisti foi preso na Bolívia esta noite e em breve será trazido para o Brasil, de onde será levado até a Itália para que ele possa cumprir pena perpétua, de acordo com decisão da Justiça italiana", disse Martins.
Já o embaixador da Itália no Brasil, Antonio Bernardini, escreveu "Battisti preso" no Twitter. Segundo o jornal Corriere della Sera, o foragido foi detido por volta de 17h (horário local), por uma equipe da Interpol formada por investigadores italianos.
Ele não opôs resistência e usava calças e camiseta azuis, óculos de sol e uma barba falsa. Battisti foi levado para uma delegacia, e a Bolívia ainda não anunciou se o entregará ao Brasil ou à Itália.
Ainda de acordo com o Corriere, a Interpol já suspeitava que o italiano estivesse escondido em Santa Cruz de la Sierra desde antes do Natal. O jornal diz que Battisti tinha o andar "cambaleante".
Em outubro de 2017, ele havia sido preso perto de Corumbá (MS), tentando entrar na Bolívia com o equivalente a mais de R$ 20 mil em moeda estrangeira. Battisti alegou na época que queria apenas comprar material de pesca e roupas de couro, mas acabou virando réu por evasão de divisas.
Histórico
Ex-membro da milícia de extrema esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), o italiano foi condenado em contumácia em seu país à prisão perpétua por quatro assassinatos e envolvimento com o terrorismo na década de 1970.
Como foragido, Battisti passou por França e México, antes de chegar ao Brasil, onde quase foi extraditado por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto um decreto assinado por Luiz Inácio Lula da Silva no último dia de seu segundo mandato como presidente deu ao italiano a permissão para ficar no país.
Com o impeachment de Dilma Rousseff, a Itália apresentou um novo pedido de extradição e encontrou o parecer favorável de Michel Temer, mas uma liminar do ministro do STF Luiz Fux impediu que ele fosse entregue ao país europeu.
Em dezembro passado, contudo, o mesmo Fux derrubou a liminar e decidiu que Temer tinha poder para reverter o asilo concedido por Lula. Na sequência, o então presidente assinou o decreto de extradição, porém Battisti conseguiu escapar das autoridades brasileiras, fugindo até Santa Cruz de la Sierra, onde foi capturado. (ANSA)
Fonte:https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/820938/italiano-cesare-battisti-e-preso-na-bolivia

Pedidos de oração estão sendo compartilhados pelas redes sociais


As igrejas podem se tornar alvos dos ataques que estão sendo realizados por facções criminosas no Ceará. Pelas redes sociais, pastores pedem oração e convocam evangélicos de todo o Brasil para se unirem nesta campanha.
Pelo Facebook, o escritor Franklin Ferreira compartilhou com seus seguidores a mensagem do reverendo Emílio Garofalo Neto, da Igreja Presbiteriana Semear em Brasília, pedindo aos cristãos que clamem a Deus para que as igrejas não sejam alvo dos ataques.
“Irmãos, clamemos em oração pela situação em Fortaleza. O caos está seríssimo. Tenho informações por um pastor de lá que várias igrejas evangélicas irão cancelar seus cultos amanhã, pois o crime organizado está ameaçando ataques às igrejas por julgar que a eleição do presidente está fortemente ligada à ação evangélica. Oremos!”
Os ataques seriam realizados no último final de semana, mas não há registros de igrejas atingidas pelos criminosos. O pastor Edson Araújo, da Igreja Evangélica Batista De Fortaleza, declarou no Facebook que foi possível tomar alguns cuidados e assim o culto de domingo foi realizado sem nenhuma ocorrência.
Contudo, as igrejas precisam agir com cautela, pois há informações de uma evangélica morta enquanto voltava para casa ao sair do culto. Alguns bairros estão com toque de recolher e as igrejas precisam se preocupar com a volta dos irmãos para suas residências.
Alguns avisos divulgados na imprensa mostram bilhetes de criminosos proibindo a abertura dos comércios, mas liberando as igrejas de culto. Todavia, as instruções podem mudar a qualquer momento e isso tem trazido grande aflição aos irmãos cearenses.
Fonte: https://www.gospelprime.com.br/igrejas-no-ceara-podem-se-tornar-alvos-dos-criminosos/
O presidente dos EUA, Donald Trump, diz que a paralisação de parte do governo e agências federais vai continuar até que o Congresso americano aprove os US$ 5,7 bilhões que ele pediu para financiar o muro entre os Estados Unidos e o México, para conter a imigração.
No seu primeiro pronunciamento de 2019 no Salão Oval, na Casa Branca, ele disse que o projeto é necessário para resolver a "crise humanitária e de segurança na fronteira".
Enquanto a paralisação de serviços - o chamado "shutdown" - chega à terceira semana, cerca de 800 funcionários do governo federal estão sem receber salário.
No entanto, Trump parece irredutível na ideia de que o fechamento do governo é necessário para forçar o Congresso a aprovar recursos para o tão prometido muro - um dos pilares da campanha presidencial do republicano em 2016.
Os democratas, que são atualmente maioria na Câmara dos EUA, se recusam a liberar o dinheiro dizendo que a política migratória e a retórica do governo sobre o tema são uma "crise fabricada".
Então, o que, de fato, está acontecendo?

Quantas pessoas estão cruzando a fronteira ilegalmente?

É impossível dizer ao certo, mas apreensões feitas por agentes de fronteira dão algumas pistas.
Foram apreendidas 396,5 mil pessoas na fronteira com o México em 2018, contra 303,9 mil em 2017.

O número havia caído fortemente no primeiro ano de governo de Trump, mas voltou a subir no ano passado.
Nos últimos 10 anos, porém, houve uma queda acentuada das pessoas detidas tentando entrar ilegalmente em território americano.
Portanto, há ou não uma "crise" de migração ilegal na fronteira sul dos Estados Unidos?
"Não", diz Jacinta Ma, diretora do National Immigration Forum (Fórum Nacional de Imigração), entidade que advoga em defesa de imigrantes.
"Mesmo com o aumento das apreensões no ano passado, o patamar é muito menor que o do início dos anos 2000", afirma.

A maioria dos migrantes entra pela fronteira com o México?

A entrada de migrantes nos EUA não se limita à fronteira com o México. Em 2017, por exemplo, houve 3.027 apreensões de migrantes ilegais na fronteira com o Canadá e outras 3.588 nas faixas litorâneas dos Estados Unidos.
Embora a migração na fronteira do México ocupe as manchetes, a maior parte das pessoas que vivem ilegalmente nos Estados Unidos entrou legalmente no país, mas permaneceu lá após o visto expirar.
De acordo com os relatórios mais recentes do Departamento de Segurança Nacional e do Centro de Estudos de Migração - um think tank não governamental -, desde 2007, o número de pessoas que decidiram ficar nos EUA após os vistos expirarem ultrapassa aquele de migrantes que entram no país cruzando a fronteira ilegalmente.
Os canadenses compõem a maior parte desses imigrantes ilegais, seguidos pelos mexicanos.
Em 2016, ficaram nos EUA após o fim do visto 739.478 pessoas, comparados a 563.204 migrantes que cruzaram a fronteira de forma ilegal.
É importante notar que, de acordo com o Pew Research Center - um dos principais institutos de pesquisa do mundo - o número total de imigrantes morando nos Estados Unidos ilegalmente, na verdade, diminuiu desde 2007. Em grande parte isso se deve à redução no número de pessoas que chegam pelo México.
Apreensões na fronteira tiveram um pico em 2000, alcançando 1,64 milhões. No total, o Pew Research Center estima que, em 2016, havia 10,7 milhões de imigrantes vivendo ilegalmente nos EUA.

Quantas pessoas tentam cruzar a fronteira legalmente?

Apreensões divulgadas pelo governo americano incluem pessoas que pedem asilo ou status de refugiado ao entrar nos Estados Unidos.
No ano fiscal de 2018, quase 93 mil pessoas alegaram viver em locais e situações de risco e pediram asilo na fronteira. Foi um crescimento substancial em comparação com 2017, quando 55.548 fizeram o mesmo pedido.
Kate Jastram, do Centro de Estudos de Gênero e Refugiados, da Universidade da Califórnia, diz que as famílias que fogem da violência na América Central passaram a compor uma fatia maior dos grupos que cruzam a fronteira em busca de asilo, a partir do começo de 2014.
Ela diz que isso tem mais a ver com as condições de vida naqueles países do que com qualquer política migratória implementada durante o governo Trump.
"A grande maioria dos homens mexicanos cruzavam a fronteira em busca de trabalho. Agora, temos muitas famílias e crianças, especificamente, pedindo proteção", ressalta Jastram.
Em novembro, uma caravana de 7 mil migrantes chegou à fronteira dos Estados Unidos com o México. Muitos deles afirmam estar fugindo da violência em países como Honduras, Guatemala e El Salvador.
Trump classificou a caravana como uma "invasão". Em geral, a taxa de rejeição a pedidos de asilo cresceu nos últimos seis anos.

O que Trump tem feito para lidar com a situação?

Nos últimos dois anos, Trump e seu gabinete lançaram mão de várias medidas restritivas, afetando tanto migrantes ilegais quanto pessoas em busca de asilo.
Pessoas em busca de asilo pegas cruzando a fronteira ilegalmente passaram a ter de esperar pela decisão do lado mexicano da fronteira.
Em junho, o então advogado-geral Jeff Sessions anunciou que alegações de violência doméstica e temor da violência de grupos criminosos não serviriam mais de base para a concessão de asilo nos EUA - essa medida foi derrubada pela Justiça americana.
Milhares de crianças foram separadas dos pais na fronteira como parte da "política de tolerância zero" que previa a detenção para processo criminal de todos que cruzassem a fronteira ilegalmente. Posteriormente, essa decisão foi revista, após decisões judiciais e repercussão negativa.
Na semana passada, Trump disse que poderia declarar situação de "emergência nacional" para forçar a liberação dos US$ 5,7 bilhões para a construção do muro na fronteira com o México. O decreto, em tese, permitiria que o Executivo passasse por cima das decisões do Congresso.
Especialistas em Direito Constitucional se dividem sobre se o presidente tem o poder e o direito de usar um decreto de emergência nacional para financiar o muro.

E a ameaça terrorista?

A porta-voz do governo Trump, Sarah Sanders, deu uma declaração que chamou a atenção em entrevista à rede de televisão americana Fox, na sexta.
"No ano passado, quase 4 mil terroristas ou suspeitos de terrorismo foram apreendidos após cruzar a fronteira sul dos Estados Unidos", disse ela.
Isso não é verdade. Até a colega dela, Kellyanne Conway, também assessora de Trump, classificou a fala de Sanders de "infeliz declaração incorreta".

Então, de onde vieram aqueles dados?

Um relatório da Casa Branca sobre imigração diz que 3.755 terroristas ou suspeitos de terrorismo foram impedidos de entrar nos Estados Unidos em 2017.
Mas isso inclui suspeitos que foram parados em qualquer ponto de entrada no território americano. A maioria tentou chegar aos Estados Unidos por avião e foi barrada nos aeroportos do país.
"O debate é sobre um muro na fronteira em terra. Incluir estatísticas de aeroportos é irrelevante e falacioso", diz Todd Bensman, do Centro de Estudos de Imigração, que defende uma redução na imigração.
Bensman, que atuou na área de inteligência contra terrorismo na fronteira do Texas com o México, analisou dados de uma "fonte de inteligência confiável" e concluiu que cerca de 100 migrantes da lista de suspeitos de terrorismo foram apreendidos na fronteira mexicana entre 2012 e 2017.
Dados da NBC News parecem corroborar essa afirmação. A emissora americana informou que, na primeira metade de 2018, seis migrantes na lista de suspeitos foram parados na fronteira sul dos EUA.
Ninguém que tenha cruzado a fronteira do México para os EUA ilegalmente de 1975 até o final de 2017 foi responsabilizado por ataques terroristas em solo americano, segundo David Bier e Alex Nowrasteh, da Cato Institute, um think tankcom sede em Washington.







Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-46810057

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, rejeitou nesta quarta-feira (9) pedido do deputado eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) para que a escolha do próximo presidente da Câmara seja por votação aberta, garantindo o escrutínio secreto aos parlamentares.

Com isso, ele indica que adotará a mesma posição com relação ao Senado, derrubando decisão do colega Marco Aurélio Mello, que impôs voto aberto naquela Casa. 

Com isso, ele indica que deverá adotar a mesma posição com relação ao Senado, derrubando decisão do colega Marco Aurélio Mello, que impôs o voto aberto naquela Casa.
Em sua decisão, Toffoli diz que a atuação do Legislativo deve ser "resguardada de qualquer influência externa, especialmente de interferências entre Poderes".
"De fato, conquanto se possa abordar a necessidade de transparência da atuação do parlamentar frente a seus eleitores, de outro lado não se pode descurar da necessária independência de atuação do Poder Legislativo face aos demais Poderes, em especial - pela relação de complementariedade dos trabalhos - face ao Poder Executivo", explicou o ministro.
Para Toffoli, "por se tratar de ato de condução interna dos trabalhos, ou seja, interna corporis, o sigilo dessa espécie de votação, também no âmbito do Poder Judiciário, se realiza sem necessidade de que os votos sejam publicamente declarados", ressaltou o ministro.
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/809376/toffoli-mantem-voto-secreto-em-eleicao-para-a-presidencia-da-camara

Declaração foi dada pelo secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, nesta quarta-feira (9)

Osecretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou nesta quarta-feira (9) que o pente-fino preparado pelo novo governo deve atingir mais de 2 milhões de benefícios pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) com indícios de ilicitude.

Na saída de reunião no Palácio do Planalto com o presidente Jair Bolsonaro, ele disse que a medida provisória que revê regras previdenciárias atingirá pessoas que já participam e que estão entrando no sistema e que deve ser assinada até segunda-feira (14).
"Há mais de 2 milhões de benefícios que precisam ser auditados, porque têm algum indício de ilicitude. Não significa que sejam ilícitos. Por isso, há necessidade de se fazer uma espécie de mutirão para que nós zeremos esse estoque", disse.
O secretário afirmou ainda que relatórios governamentais, convalidados pelo TCU (Tribunal de Contas da União), demonstram uma incidência de 16% a 30% de fraudes no pagamento desses benefícios. Segundo ele, a economia total que a medida pode trazer ainda não foi fechada pela equipe econômica.
Sem dar detalhes, ele disse também que a proposta fará alterações na atual legislação, com o objetivo de dar segurança jurídica à iniciativa, e que haverá mudanças também no auxílio-reclusão, o que já havia sido prometido pelo presidente.
A equipe econômica do ministro da Economia, Paulo Guedes, estuda ainda dificultar o acesso à aposentadoria para quem tem que se afastar do trabalho por motivo de saúde.
Segundo pessoas envolvidas nas discussões, está no radar um artigo para que o período de recebimento do auxílio-doença seja, na prática, descontado do tempo que se conta para ter direito a se aposentar.
Em termos técnicos, o que ocorreria seria uma mudança na forma de calcular o chamado tempo de carência: o número mínimo de meses pagos ao INSS para ter direito a benefícios, como auxílios e aposentadoria. 
Com informações da Folhapress.

Até o momento, 110 pessoas foram presas desde o início da onda de violência no Estado

Dois suspeitos de ataques criminosos no Ceará, ainda não identificados, foram mortos durante troca de tiros com a Polícia Militar na madrugada deste domingo, 6. No combate, no bairro Granja Portugal, em Fortaleza, um policial foi atingido na mão.

O caso aconteceu após os suspeitos tentarem atear fogo em um posto de atendimento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Coletes balísticos, um revólver calibre 38, munições deflagradas, coquetéis molotov, galões de combustíveis e um veículo também foram apreendidos pela PM. Na última quinta-feira, 3, um suspeito também foi morto após atirar contra uma equipe policial que estava atendendo a uma ocorrência de dano a um fotossensor na CE-010.
Além disso, mais sete pessoas foram presas de sábado, 5, para este domingo, 6, por envolvimento nas ações criminosas no Ceará desde a última quarta-feira, 2. Com as novas capturas, 110 pessoas, ao todo, estão detidas - destes, 34 são adolescentes. A informação é da Secretaria da Segurança Pública do Estado do Ceará (SSPDS).
Um preso em flagrante por venda irregular de combustível a grupos criminosos também foi detido. Um caminhão foi apreendido e o homem foi direcionado para a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). "De acordo com as apurações, o suspeito vendia cada galão de gasolina a R$ 70", afirmou a pasta.
Mais de 100 ataques criminosos ocorreram no Estado cearense desde a última quarta-feira, 2. Mais de 20 municípios foram palco dos crimes. Ônibus, agências bancárias, delegacias, equipamentos públicos, veículos particulares, postos de combustíveis e supermercados foram atingidos.
Mais de 300 profissionais de segurança pública e 30 veículos, enviados pela Força Nacional de Segurança, estão reforçando a patrulha policial desde a noite de sábado. Cerca de 80 agentes penitenciários também foram enviados ao Ceará pelos governos de outros Estados do Nordeste para fortalecer o sistema prisional.
Segundo investigações, a origem dos ataques criminosos estaria ligada ao discurso do titular da recém-criada Administração Penitenciária, Luis Mauro Albuquerque. O secretário afirmou não reconhecer o poder das facções rivais em unidades prisionais distintas. Até o fim de 2018, membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) estavam na Casa de Privação Provisória de Liberdade 3 (CPPL 3), na Região Metropolitana de Fortaleza. Integrantes da Guardiães do Estado (GDE), aliados do PCC no Ceará, eram levados à CPPL 2. Já criminosos ligados ao Comando Vermelho, nas CPPLs 1 e 4. Presos sem ligação com quaisquer facções também estão espalhados pelas unidades.
Na capital cearense, 136 ônibus de 109 linhas (menos de 10% da frota total) circulam com policiais militares. Outros 21 veículos têm agentes de segurança na Região Metropolitana. A iniciativa foi articulada com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do ceará (Sndiônibus). 
Com informações do Estadão Conteúdo. 

Já na primeira semana do novo governo, Michelle emplacou alguns nomes de sua confiança para cargos na Esplanada dos Ministérios.

Michelle Bolsonaro, mostrou que teria um papel importante no governo de Jair Bolsonaro logo na cerimônia de posse, onde a primeira-dama fez um discurso de agradecimento de aproximadamente dois minutos em língua de sinais. Um quebra de protocolo que repercutiu em todo o país.

Com grande influência sobre o marido, Michelle foi a responsável por pautar uma das principais bandeiras sociais da campanha de Bolsonaro, a inclusão dos surdos.

Já na primeira semana do novo governo, Michelle emplacou alguns nomes de sua confiança para cargos na Esplanada dos Ministérios. Como é o caso de Priscila Gaspar que passou a ocupar um cargo na Secretaria Nacional da Pessoa com Deficiência, subordinada ao Ministério dos Direitos Humanos. Surda e ativista, Priscila foi uma das escolhidas de Michelle para trabalhar como tradutora de libras durante a campanha de Bolsonaro.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/799102/amiga-de-michelle-bolsonaro-ganha-cargo-em-secretaria-do-governo

Com o novo balanço, o número de ataques, que começaram no último dia 2, chegou a 97

Mesmo após a chegada da Força Nacional no Ceará, o estado registrou oito ataques. Dois deles aconteceram na noite de ontem (5), em Fortaleza, e o restante contra veículos, banco e prédios públicos no interior, neste domingo (6). Com o novo balanço, o número de ataques, que começaram no último dia 2, chegou a 93. As informações são do G1. 

Em Fortaleza, um posto de observação da Guarda Municipal foi alvo de criminosos por volta de 19h desse sábado. A unidade policial foi alvejada por dois suspeitos. Além desse ataque, duas bombas de combustível e duas salas do escritório de um posto de gasolina na rodovia BR-116, no Bairro Messejana, foram incendiadas. No interior do estado, dois caminhões ficaram em chamas no pátio da Prefeitura de Barroquinha, no norte cearense.

Na madrugada de hoje (6), um prédio do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) foi incendiado no município de Marco, no norte do estado. Em Limoeiro do Norte, criminosos explodiram uma base de telefonia.
Em Acaraú, a sede da prefeitura foi alvo de ataques e teve ônibus destruídos. Outro ataque foi registrado no município de Jijoca de Jericoacoara. Os criminosos atearam fogo em um estacionamento usado pela prefeitura. Dois veículos, um ônibus e um carro de passeio foram atingidos pelas chamas.
Já na manhã de hoje, por volta das 7h, uma agência bancária foi atacada com tiros e incendiada. O fogo foi controlado e não houve maiores danos ao prédio.
Prisões pós-Força Nacional
Após a chegada da Força Nacional no Ceará, nesse sábado (5), 53 pessoas foram presas, afirmou a Secretaria da Segurança do estado. No total, as autoridades já prenderam 103 suspeitos de cometerem uma sequência de atos violentos, coordenados por facções criminosas. Depois do reforço militar, conforme a pasta, não houve mais ataque a ônibus - 18 transportes públicos foram incendiados em menos de 24 horas.
Entenda o caso
Ceará sofre uma onda de ataques criminosos que estariam sendo coordenados por facções do crime organizado em vários pontos de Fortaleza, e no interior do estado. Os atos violentos acontecem desde a última quarta-feira (2). A motivação seria por represália à diretriz anunciada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de remanejar e juntar presos independente das facções.
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/justica/798823/ceara-registra-oito-ataques-apos-chegada-da-forca-nacional-no-estado

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores