Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

Cotação Bitcoin

Cotação Ouro

Cotação Euro

Cotação Dólar

» » A beleza da Páscoa desde a Torre do Rebanho
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Na cidade de Belém da Judeia, havia um lugar chamado " Torre de Éder", é tão incrível as descobertas sobre a relação dessa torre com o nascimento de Jesus que esses acontecimentos não podem ficar em segredo. Deus preparou Sua história de amor para com a humanidade de modo espantoso, de Gênesis a Apocalipse, do começo ao fim dos tempos, o anuncio do Reino de Deus é um roteiro onde tudo se completa perfeitamente. Miraculoso também é saber que ainda que os detalhes históricos e culturais sejam desconhecidos nossos, Deus prossegue operando, porque o fundamento do Reino é a fé pura e simples no Cristo Ressuscitado ao alcance de todos. Existe tanta riqueza nas Escrituras que até dos detalhes, que poderiam passar desapercebidos pelos nossos sentidos, são retirados tesouros, como este sobre a "Torre de Éder, Torre do Rebanho ou Migdal Eder".

Esse lugar é descrito pela primeira vez, no livro de Gênesis:

Assim morreu Raquel, e foi sepultada no caminho de Efrata; que é Belém.E Jacó pôs uma coluna sobre a sua sepultura; esta é a coluna da sepultura de Raquel até o dia de hoje. Então partiu Israel, e estendeu a sua tenda além de Migdal Éder (Torre do Rebanho). Gênesis 35:19-21

Por essa indicação, sabe-se que a Torre de Éder, localizava-se próximo ao túmulo de Raquel. Esse túmulo nunca foi removido de seu lugar original, apesar de ter sofrido reformas em sua estrutura através dos séculos. É irônico, mas tendo o local tanta importância para judeus, por abrigar a esposa de Jacó, por um longo período eles foram proibidos de frequentá-lo, isso aconteceu em 1948 quando jordanianos assumiram o controle da área. Após a vitória israelense na Guerra dos Seis Dias em 1967, o Túmulo foi reaberto aos filhos de Rachel. Ele nunca  mudou de lugar, mas a cidade cresceu e tudo em derredor foi modificado, o lugar antes deserto, hoje é considerado centro da cidade. 

Todo esse progresso urbano, dificultou a localização exata da "Torre de Éder".O certo é que ela existiu e fez parte do cenário que abrigou o Messias. Profeta Miqueias é quem com muita clareza relaciona Jesus à Torre de Éder ou Torre do Rebanho:


Quanto a você, ó torre do rebanho (em hebraico Migdal Éder), ó fortaleza da cidade de Sião, o antigo domínio será restaurado a você; a realeza voltará para a cidade de Jerusalém. Miqueias 4:8

Alguma vez você já havia parado nesse verso e se perguntado o que seria essa "torre do rebanho"? Era noite em Belém, o céu estava repleto de estrelas e os pastores da Torre, vigiavam o rebanho. Mas aquele não era um rebanho comum, nem aquela seria uma simples torre. O local era uma estação onde eram guardados os cordeiros para o sacrifício no Templo em Jerusalém, a poucos metros dali. Dentro do circuito da torre, os cordeiros eram bem tratados e alimentados, a fim de serem conservados sem máculas, sem qualquer osso quebrado, sem defeito algum, próprios para os sacrifícios que se realizavam duas vezes ao dia por todos os dias do ano.


E dir-lhes-ás: Esta é a oferta queimada que oferecereis ao Senhor: dois cordeiros de um ano, sem defeito, cada dia, em contínuo holocausto;Um  cordeiro sacrificarás pela manhã, e o outro cordeiro sacrificarás à tarde;E a décima parte de um efã de flor de farinha em oferta de alimentos, misturada com a quarta parte de um gim de azeite batido. Este é o holocausto contínuo, instituído no monte Sinai, em cheiro suave, oferta queimada ao Senhor. E o outro cordeiro sacrificarás à tarde, como a oferta de alimentos da manhã, e como a sua libação o oferecerás em oferta queimada de cheiro suave ao Senhor. Porém, no dia de sábado, oferecerás dois cordeiros de um ano, sem defeito. Números 28:3-9

A Palavra hebraica para definir a condição dos cordeiros usadas nos sacrifícios no templo é "tamisa" = sem mancha, completo, inteiro, perfeito.

As colinas ao redor de Belém, cidade natal de Davi, abrigava os cordeiros para os sacrifícios no templo e os pastores ficavam em vigia na Torre do rebanho para que nenhum dos animais se perdesse.


O Cordeiro Pascal nasce em Belém

E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade. Miquéias 5:2


Na noite do nascimento de Jesus, havia pastores nos campos próximos de Belém, um anjo aparece para eles e diz: "É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis um menino envolto em faixas, e deitado em uma manjedoura." Eles foram até Belém e encontraram Maria, José e o bebê deitados na manjedoura. Lucas 2: 11-12 (Ler todo o capitulo Aqui).

Os pastores sabiam exatamente onde ficava a manjedoura (que pode ser traduzida no original como tenda ou lugar de armazenar animais) em Belém, na verdade, só havia uma e ela não era  a manjedoura que a tradição tanto oriental como acidental divulgam. Não havia animais de outras espécies, apenas cordeiros, a manjedoura, na verdade era uma cavidade razoavelmente grande, talhada na rocha que abrigava os cordeiros recém nascidos. Eles eram colocados ali, envoltos a faixas de pano até se acalmarem, isso os impedia de se machucarem ao de debaterem. Também na manjedoura, eram inspecionados sobre manchas e defeitos . 


Os pastores sabiam exatamente onde deveriam ir: Na manjedoura que ficava na Torre do Rebanho. Esse foi o lugar que abrigou o menino Jesus, O Cordeiro de Deus sacrificado na Páscoa para salvação da humanidade. E Jesus nasceu ali, na Torre do Rebanho, para cumprir a profecia de Miqueias de que através da Torre do rebanho viria o Restaurador de Israel e também dos gentios. Jesus, o Cordeiro de Deus, nascendo exatamente no local onde nasciam os cordeiros selecionados para os sacrifícios no Templo em Jerusalém. Depois disso, a Torre poderia ser demolida, afinal O Cordeiro definitivo havia chegado ao mundo para em um só sacrifício redimir o homem do pecado e da morte. Não seria mais necessários os sacrifícios diários.

Ainda em Lucas, sobre José e Maria grávida, em busca de um local para dar a luz lê-se: "E ela deu à luz o seu filho primogênito, e envolveu-o em panos e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.". Maria precisaria de um lugar para repousar após o parto e como seus parentes moravam em Belém, quando se dirigia até a Torre, ela examinou para saber qual deles lhe daria hospedagem para resguardo, mas de todos ouviu: "Não temos lugar", assim entende-se que Maria, José e Jesus, permaneceram na manjedoura da Torre do rebanho por alguns dias após o parto, sendo cuidados pelos pastores de Belém.



De acordo com o Torá, quando uma mulher tinha um fluxo de sangue, por qualquer motivo, ela era considerada impura. Maria, após o parto, estaria ritualmente impura, por consequência do fluxo de sangue ocasionado do parto. Ela teria que ficar separada do resto da família para não contaminar as pessoas da casa (Levítico 15:19-23). Por esse motivo, as mulheres saiam de casa e iam dar a luz em outro local, após a cessação do sangue e o tempo necessário para purificação, voltavam para o convívio normal em família. Assim, a partir dessa interpretação, é compreensível a indicação de que os familiares de José e Maria, não dispunham de um ambiente isolado para abrigá-los no período pós parto.

Arqueologia Amigdalar Éder

Arqueólogos encontraram as ruínas do que consideram ser a Torre do rebanho, esse fato porém, está abafado devido ao lucrativo comércio que envolve a Igreja da Natividade em Belém. A igreja católica afirma que Jesus teria nascido na gruta onde hoje é a igreja da Natividade e essa tradição é a que prevalece. O melhor de tudo, é saber que a existência da Torre não se faz mais necessária porque temos um Cordeiro Pascal eterno que aboliu sacrifícios de animais.


O Cordeiro definitivo

Jesus nascendo em Belém, no lugar onde o pequeno Davi apascentava as ovelhas, na manjedoura da  Torre do Rebanho nos revela a beleza e soberania de Deus - Isso seria revelado ainda que não houvesse Torre do Rebanho - porém ao constatar o cumprimento da profecia de Miqueias, percebe-se que aquela noite em Belém, onde Maria e José caminhavam até a manjedoura foi o dia mais aguardado pelos pastores da Torre. A partir de então, todos os outros sacrifícios seriam consumados na Pessoa de Jesus. Ele era O Cordeiro mais precioso, perfeito e sem mácula que já haviam envolvido entre os lençóis em Belém.

Eis O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. João 1:29

Porque é impossível que o sangue de touros e de bodes remova pecados. Hebreus 10:4


Cristo, Eterna Páscoa

Os cordeiros pascais não podiam ter ossos quebrados: "Dela não deixarão até a manhã e dela não quebrarão osso algum; segundo todo o estatuto da Páscoa, o celebrarão" Números 9:12.


E apesar de toda violência cometida contra Cristo, os soldados romanos  não conseguiram quebrar nenhum de seus ossos. Para que se cumprisse as profecias de que Cristo, nossa Páscoa, era o Cordeiro puro, sem mácula e inteiramente revestido dos atributos exigidos para o sacrifício.

Salmo 34:20: Ele lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra.

João 19:32-36: Foram, pois, os soldados, e, na verdade, quebraram as pernas ao primeiro, e ao outro que como ele fora crucificado;Mas, vindo a Jesus, e vendo-o já morto, não lhe quebraram as pernas.Porque isto aconteceu para que se cumprisse a Escritura, que diz: Nenhum dos seus ossos será quebrado. 


É maravilhoso saber que Deus olha para o homem com os braços abertos aguardando seu retorno para uma vida de paz, junto a Ele. E que providenciou desde o começo do mundo, um resgate para nos salvar da morte e do pecado e ainda que tudo está escrito como testemunho de amor e poder, que não se pode apagar, para nossa vida transformar. Jesus veio, desde Belém Efrata, na torre do rebanho, um lugar pequeno e atualmente desconhecido,  mas independente disso, Jesus torna conhecido seu amor inigualável por cada um de nós ao deixar Seu trono de glória para se fazer servo, nascido de mulher e cumprir tudo que estava escrito a Seu respeito, para nossa salvação.

Louvado seja Deus!

Referências: Harold Smith, O Nascimento, disponível em He That Has An Ear
Alfred Edersheim, A Vida e Tempos de Jesus, o Messias, pp 186-87

 Wilma Rejane
Fonte: http://www.atendanarocha.com


Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+