Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Advogado diz que ex-tesoureiro do PT só se entrega à Justiça
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

O advogado José Roberto Batochio, responsável pela defesa do ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira, disse que seu cliente não vai se apresentar à Polícia Federal, mas à Justiça, numa audiência de custódia. Alvo de um mandado de prisão preventiva na Operação Custo Brasil, o petista é procurado pela PF desde a manhã desta quinta-feira (23).
Batochio afirmou ser "um direito natural da pessoa" não se entregar à PF. "A lei não pode coibir o anseio de liberdade", justificou. Ele não informou quando Ferreira se apresentará.
Nesta quinta-feira, enquanto os agentes da PF percorriam endereços de Brasília na tentativa de encontrar Ferreira, ele dava entrevistas à imprensa por telefone. Dizendo-se tranquilo, almoçou em casa.
A Custo Brasil foi deflagrada às 6h. Os agentes da PF foram a um imóvel que seria de Ferreira na capital federal, mas foram informados de que ele não mora mais no local. Em seguida, bateram, sem sucesso, na sede do PT. O advogado do partido avisou que o ex-tesoureiro não aparecera ali. Eram 11h30.
Ao longo da manhã, Ferreira atendeu aos telefonemas de jornalistas e informou que estava em casa, em Brasília, "completamente à disposição" da PF. Primeiro, conversou com repórter da Rádio Gaúcha. "Estou tranquilo em relação a isso e acho natural que em algum momento surja meu nome, como surgiram na Operação Lava Jato alguns empresários dizendo que tinham ligação comigo. Isso faz parte da política", disse o ex-tesoureiro à rádio.
Em seguida, Ferreira falou ao jornal "O Globo": "Estou aqui aguardando. Ninguém me procurou ainda. Parece que tem um mandado e, como não me localizaram, disseram até que estou foragido". Por volta das 13h, a reportagem do jornal O Estado de S. Paulo ligou para o ex-tesoureiro. Uma mulher atendeu e explicou que ele só não falaria porque estava almoçando.
Conforme o inquérito da operação, como tesoureiro do PT, Ferreira iniciou as tratativas para viabilizar o pagamento de propinas no Ministério do Planejamento com os ex-ministros Luiz Gushiken (morto em 2013), da Secretaria de Comunicação Social, e Carlos Gabas (Previdência e Aviação Civil). Ele teria recebido parte dos recursos da empresa Consist, envolvida no esquema de corrupção que beneficiava o partido. Depois de deixar o cargo, a tarefa de tratar dos pagamentos teria passado para o sucessor, João Vaccari Neto.
À tarde, o ex-tesoureiro - que é marido da ex-ministra Tereza Campelo (Desenvolvimento Social) - desligou o celular. Às 19h desta quinta-feira, além dele, a PF considerava foragido o advogado Guilherme Gonçalves, acusado de receber suborno para o ex-ministro Paulo Bernardo. Os demais nove mandados de prisão preventiva foram cumpridos.
FONTE:http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2016/06/23/advogado-diz-que-ex-tesoureiro-do-pt-so-se-entrega-a-justica.htm

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+