Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Emoção e choro durante pedido de cassação de Cunha
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

pedido de cassação de um dos mais influentes políticos do país, o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi acompanhado de emoção e choro entre os principais comandantes do Conselho de Ética. Nesta quarta-feira, ao proferir o voto pela perda do mandato de Cunha, o relator Marcos Rogério (DEM-RO) chegou a interromper o discurso ao ser tomado pela emoção. "Não é fácil nem prazeroso para um parlamentar concluir pela cassação do mandato de um colega", disse. "Ninguém sabe o peso que é estar na posição desse parlamentar que está aqui hoje", continuou.
Além do constrangimento, a reação após a conclusão do parecer também é justificada pela alta carga de pressão sobre os membros do conselho. Ao longo de todo o processo, Cunha trabalhou, publicamente, para derrubar Rogério da relatoria, a exemplo do que foi feito com o primeiro relator do caso, Fausto Pinato (PP-SP). Nos bastidores, aliados do peemedebista tentaram um "acordão" para livrá-lo da punição mais dura.
O presidente do colegiado, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), também fez um desabafo emocionado ao fim da sessão. Assim como o relator, ele é alvo de investidas de Cunha, que chegou a acionar o Supremo Tribunal Federal para impedir a sua atuação no colegiado. "Se eu tivesse que deixar o Conselho de Ética na próxima semana, deixaria com o sentimento de dever cumprido. O seu relatório é brilhante, um relatório que coroou o trabalho no conselho", disse ao relator. "Eu me emociono pelo seu brilhantismo, pelo seu trabalho, pelas pressões que sofremos nessa Casa. Mas vencemos e cumprimos o nosso dever", continuou.
A defesa de Eduardo Cunha criticou as reações. "O relator está emocionado. Ele confundiu emoção com razão", disse Marcelo Nobre. Ao fim da leitura do parecer, ele voltou a dizer que não há elementos capazes de incriminar Cunha e que a ação deveria ser arquivada.
Já o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), um dos principais aliados do presidente afastado, criticou o que chamou de "pena de morte política" contra Cunha e disse que vai trabalhar por uma punição mais branda para ele.
Fonte: http://www.msn.com/pt-br/noticias/crise-politica/emo%C3%A7%C3%A3o-e-choro-durante-pedido-de-cassa%C3%A7%C3%A3o-de-cunha/ar-BBtLm97

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+