Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Gilmar Mendes manda lacrar documentos da CPI dos Correios
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

  • Em foto de arquivo, Aécio Neve cumprimenta Gilmar Mendes em evento
Com o objetivo de impedir a manipulação do arquivo por terceiros, o ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que os documentos da CPI dos Correios de 2005 sejam lacrados. A ordem atende a um requerimento da Procuradoria-Geral da República decorrente do inquérito aberto para investigar a atuação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) durante a comissão para tentar maquiar dados do Banco Rural.
Logo que se tornou público o pedido de abertura de inquérito, Aécio pediu para que fosse feita uma pesquisa nos documentos, segundo ele, para recolher elementos para a sua defesa.
Em nota, o Senado afirmou que, em razão do ofício enviado pelo senador tucano no dia 3 de maio, foi feito o transporte de 46 caixas da CPI da Coordenação de Comissões Especiais para a Coordenação de Arquivo.
O texto informa que somente funcionários do setor tiveram acesso aos documentos e que em nenhum momento "pessoas estranhas" puderam manusear o arquivo. As informações foram prestadas após o jornal O Globo publicar uma foto da movimentação da caixa.
O pedido de abertura de inquérito contra Aécio tem como base a delação premiada do senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS), que foi presidente da CPI dos Correios. Em seu depoimento, o ex-senador acusou Aécio de tentar maquiar informações do Banco Rural para esconder o mensalão mineiro durante a CPI dos Correios.
Em nota, a assessoria de imprensa de Aécio disse que o senador "considera a decisão do ministro Gilmar Mendes adequada". O texto também defende que o pedido de Aécio para ter acesso aos documentos da CPI segue "estritamente a legislação vigente".
Sobre o pedido de abertura de inquérito, Aécio afirma que as informações da delação de Delcídio em relação a sua atuação na CPI são "caluniosas". O senador tucano aponta incongruências nos depoimentos de Delcídio, como a data em os dois tiveram uma reunião para falar sobre a CPI dos Correios. Aécio também nega que tenha apresentado requerimento para aumentar o prazo para apresentação de informações pelo Banco Rural. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2016/06/04/ministro-do-stf-manda-lacrar-documentos-de-cpi.htm

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+