Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Macarrão, condenado no caso Eliza, consegue benefício do semiaberto
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Luiz Henrique Ferreira Romão, de apelido Macarrão, condenado a 15 anos de prisão por envolvimento na morte de Eliza Samudio, obteve o benefício do regime semiaberto. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, a concessão da medida passa a valer a partir desta quarta-feira (1º). Mas para deixar a prisão durante o dia e retornar à noite, ele precisa ser transferido de unidade prisional e comprovar que conseguiu um emprego externo, segundo o tribunal.
Ele também obteve os benefícios de saída temporária e trabalho externo. Macarrão teve 425 dias da pena perdoados após trabalhar 1.134 dias e concluir 570 horas de estudo entre outubro de 2011 e setembro de 2015, conforme informou a Justiça.
Em 23 de novembro de 2012, o amigo do goleiro Bruno Fernandes foi condenado a 12 anos em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima) e mais três anos em regime aberto por sequestro e cárcere privado. Ele foi absolvido da acusação de ocultação de cadáver.
Macarrão está preso na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que é um complexo de segurança máxima e não permite o tipo de regime. 
Entenda o caso Eliza
Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.
Em março de 2013, Bruno foi considerado culpado pelo homicídio triplamente qualificado, sequestro e cárcere privado da jovem. Ele foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte e ocultação do cadáver da ex-amante, além do sequestro do filho da jovem.
A ex-mulher do atleta, Dayanne Rodrigues, foi julgada na mesma ocasião, mas foi inocentada pelo conselho de sentença. Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, amigo de Bruno, e Fernanda Gomes de Castro, ex-namorada do atleta, já haviam sido condenados em novembro de 2012.
O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos foi condenado a 22 anos de prisão. O último júri do caso foi realizado em agosto de 2013 e condenou Elenilson da Silva e Wemerson Marques – o Coxinha – por sequestro e cárcere privado do filho da ex-amante do goleiro. Elenilson foi condenado a 3 anos em regime aberto e Wemerson a dois anos e meio também em regime aberto.
Fonte: G1 

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+