A avaliação no PT e nos outros partidos adversários de Temer é que, por enquanto, pode ser mais favorável lidar com o presidente interino da Câmara. Embora seja aliado de Cunha e do Centrão, Maranhão votou contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff e é próximo de deputados do PT, PC do B e PDT, além de ser aliado do governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B).
A antiga oposição não aceita Maranhão. “O que está em questão é a normalidade da Casa. Não dá para Waldir Maranhão presidir”, afirmou o líder do PSDB, Antonio Imbassahy (BA). O tucano nega acordo para salvar Cunha. “A cassação de Cunha é consequência e, caso venha para o plenário, será inevitável”, disse.
Embora tenham tido divergências na primeira conversa, os dois grupos vão continuar as articulações. Nova reunião está marcada para a próxima semana. / COLABOROU DANIEL CARVALHO
Fonte: http://www.msn.com/pt-br/noticias/crise-politica/contra-centr%C3%A3o-antiga-oposi%C3%A7%C3%A3o-negocia-com-pt/ar-AAgSHIV