Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Dilma sente "dificuldade" maior no impeachment que em luta contra câncer
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

A petista fez a comparação em uma entrevista à Rádio Pampa, do Rio Grande do Sul.



A presidente afastada Dilma Rousseff (PT), em entrevista a uma rádio gaúcha, nesta quinta-feira (21), comparou o processo de impeachment com o tratamento de um câncer a que foi submetida, além de falar sobre as torturas sofridas quando foi presa política na ditadura militar.A petista afirmou que "em nenhuma dessas vezes" sentiu "tamanha dificuldade como agora", ao referir que o impedimento é uma "injustiça" cometida no regime democrático e que ela está sendo julgada por um "não crime", de acordo com o UOL.
"Na minha vida toda eu lutei em várias circunstâncias difíceis. Eu lutei na ditadura, e aí obviamente eu acho que para qualquer um dos brasileiros e brasileiras que foram torturados, a tortura é talvez um dos limites da degradação humana. De quem faz [a tortura], mas também é muito, mas muito, ruim pra quem sofre. E eu também enfrentei um câncer", contou Dilma, que complementou: "agora te digo o seguinte: em nenhuma dessas vezes eu senti tamanha dificuldade como agora".
Ela fez as declarações ao responder a um dos entrevistadores da rádio Pampa, do Rio Grande do Sul, sobre seus sentimentos em relação ao período vivido. A presidente afastada se submeteu com sucesso a um tratamento contra câncer em 2009, quando era ministra-chefe da Casa Civil do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Sobre o período da ditadura (1964-1985), Dilma integrou movimentos clandestinos de combate ao regime militar, tendo sido presa e torturada.
Atualmente ela é alvo de um processo de impeachment no Senado Federal, sob a acusação de ter executado práticas financeiras ilegais, as chamadas "pedaladas fiscais". A defesa da petista afirma que não há irregularidades nos fatos apontados na denúncia.
Ainda na entrevista, Dilma Rousseff criticou o jornal Folha de S. Paulo por não ter divulgado, em um primeiro momento, o resultado de pesquisa Datafolha que apontava que 62% dos brasileiros são a favor de novas eleições para a Presidência da República.
"Nunca comentei pesquisa, mas fico indignada diante dessa distorção. Como que não é importante saber o que a população brasileira acha?", perguntou. O editor-executivo do jornal, Sérgio Dávila, alegou que a decisão de não publicar o resultado dessa pergunta do levantamento foi tomada porque a realização de novas eleições, na prática, não é provável no atual cenário político.
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/255759/dilma-sente-dificuldade-maior-no-impeachment-que-em-luta-contra-cancer

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+