Select Menu

OUÇA OS LOUVORES

TRADUZIR ESTE SITE

Cotação Bitcoin

Cotação Ouro

Cotação Euro

Cotação Dólar

» » Treinador italiano é acusado por tribunal de dopar atletas do Quênia
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

O agente é acusado de "administrar substâncias proibidas, por meio de métodos proibidos" para melhorar o rendimento de seus atletas.


O italiano Federico Rosa, agente e treinador de atletismo, foi acusado em um tribunal queniano de dopagem e de arruinar a reputação de vários atletas do país, entre eles a maratonista Rita Jeptoo, suspensa em janeiro de 2015 por doping.Federico Rosa, que está em liberdade após pagar fiança, negou todas as acusações e pediu ao tribunal que devolva o seu passaporte para poder viajar a Monaco e acompanhar seus atletas na etapa da Diamond League, que será nesta sexta-feira. Na última semana, ele havia prestado depoimento à polícia local sobre o assunto.
O agente é acusado de "administrar substâncias proibidas, por meio de métodos proibidos" para melhorar o rendimento de seus atletas, que vivem em Eldoret e Iten, duas cidades mundialmente famosas por treinamento de alto rendimento.
Outro treinador italiano acusado de dopagem, Claudio Berardelli, também precisou pagar fiança para ficar em liberdade, mesmo depois de a acusação não ter apresentado provas convincentes contra. "Nas investigações realizadas pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), Berardelli nunca foi mencionado. A polícia deveria ter pedido as provas recolhidas pela IAAF antes de envergonhar um preparador de fama internacional", afirmou o advogado de defesa.
No final de maio, a IAAF decidiu prolongar por seis meses a suspensão de três dirigentes da Federação Queniana: Isaiah Kiplagat, David Okeyo e Joseph Kinyua. Eles já haviam sido penalizados em novembro de 2015 por "subversão ao processo de dopagem", pois haviam encobertos casos de doping.
A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) declarou em primeiro de maio que o Quênia é um país que não age de acordo com as regras antidoping e precisaria modificar sua legislação para atender as exigências da organização, pois corre o risco de ser excluída dos Jogos Olímpicos do Rio. O presidente queniano, Uhuru Kenyatta assinou um termo no mês passado que atenderia as solicitações.Com informações da Folhapress. 
Fonte:https://www.noticiasaominuto.com.br/esporte/252717/treinador-italiano-e-acusado-por-tribunal-de-dopar-atletas-do-quenia

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Seguidores do site pelo Google+