Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Juiz decide que ‘caso’ com prostitutas não é adultério no Japão
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

A decisão veio após o juiz entender que a profissional do sexo não poderia ser acusada como culpada pelo fim do casamento de um rico empresário, mesmo depois de sete anos de envolvimento com ele

As mulheres japonesas podem ter mais dificuldades ao processar maridos que tem affairs com prostitutas. 
Nesta semana, um juiz considerou que, se o homem pagou pelo “serviço”, o caso não pode ser considerado traição.
“Muitas recepcionistas, como sabemos, tem ‘negócios de travesseiro’ e as negociações desses ‘negócios de travesseiro’, que lembram prostituição, envolvem apenas satisfazer urgências sexuais de seus clientes e nada mais”, completou.
A questão foi levantada inicialmente devido a uma outra lei japonesa que dá um cônjuge o direito de reclamar uma compensação financeira pelo adultério cometido por seu marido ou esposa. Outros oficiais, no entanto, explicam que essa medida visa proteger a instituição do casamento.
Fonte: Jornal Extra via New York Post

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+