Select Menu

OUÇA OS LOUVORES

TRADUZIR ESTE SITE

Cotação Bitcoin

Cotação Ouro

Cotação Euro

Cotação Dólar

» » Mulher é condenada por invadir casa e estuprar homem que estava dormindo
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga



O homem contou a polícia que acordou de madrugada e se deparou com a mulher, que pesa aproximadamente 100 quilos, tendo relação sexual com ele

Uma americana foi acusada de estuprar um homem – que estava dormindo – após invadir seu apartamento no meio da noite. 
Chantae Marie Gilman, de 28 anos, admitiu o estupro mas afirmou não conhecer o homem e não se lembrar de nada do que aconteceu naquela noite.
A mãe de três filhos, que diz sofrer de transtorno bipolar e psicose, subiu na cama da vítima enquanto ele dormia. 
O homem contou a polícia que acordou por volta das 2 horas da manhã e encontrou a mulher, que pesa aproximadamente 100 quilos, tendo relação sexual com ele enquanto segurava suas mãos sobre sua cabeça.
Após muitas tentativas, ele conseguiu expulsar Chantae de sua casa e procurou a polícia para relatar o ocorrido. 
Os oficiais confirmaram a acusação de estupro depois que o DNA da acusada foi encontrado na vítima.
O detetive Drew Fowler, de Seattle, disse em entrevista: “Do ponto de vista estatístico, um agressor do sexo feminino é atípico. 
Mas iremos trabalhar para assegurar que todas as pessoas sejam responsáveis por suas ações. A lei é válida para todos os gêneros que cometa este tipo de crime”.
O caso aconteceu em junho de 2014. Este ano, Chantae Gilman foi declarada culpada e será sentenciada no dia 19 de junho. 

Seu acordo judicial exige que ela cumpra dois anos de liberdade condicional, após libertação da prisão preventiva.
Fonte: Portal Terra via Komo News
Foto Reprodução/MySpace


Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Seguidores do site pelo Google+