Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Senador Lindbergh diz que denunciará PM de São Paulo à OEA
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

O protesto de ontem (4) foi pacífico na maior parte do tempo, mas acabou em confusão e bombas de gás no largo da Batata, em Pinheiros.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou nesta segunda-feira (5) que entrará com uma representação na OEA (Organização dos Estados Americanos) contra a atuação da Polícia Militar no protesto antigoverno deste domingo (4).
O ato, que pediu a saída do presidente Michel Temer e a realização de novas eleições, foi pacífico na maior parte do tempo, mas acabou em confusão e bombas de gás no largo da Batata, em Pinheiros.
"Eu acho que o objetivo da PM é passar aquela imagem [de confronto] para pôr medo na população, para que não saia às ruas", afirmou durante entrevista coletiva no Sindicato dos Jornalistas, no centro de São Paulo.
O senador, que compareceu ao ato de domingo, disse que os manifestantes não tomaram nenhuma atitude que justificasse a intervenção da PM. Ele disse que também foi atingido pelas bombas de gás.
"Não podemos nos calar frente à gravidade do estamos vivendo. Há uma escalada de violência. [...] Acho que isso [a denúncia à OEA] pode intimidá-los", disse.O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou que a denúncia será feita à OEA porque o Ministério Público de São Paulo, que teria a tarefa de fiscalizar a PM, tem se omitido.
Os petistas ainda acusaram o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) de agir para desestimular manifestações contra o governo de Michel Temer (PMDB-SP)."É uma ação orientada entre Temer e Alckmin. É Alexandre de Moraes [PSDB-SP], que era secretário de Segurança Pública em São Paulo e agora é ministro da Justiça, tentando impor sua narrativa", disse Lindbergh.
"O governador tem que responder por que a polícia está atuando dessa forma", afirmou Teixeira.
Ambos também criticaram a detenção de 26 pessoas antes do ato de domingo na zona sul de São Paulo. Segundo a PM, eles carregavam pedras e paus e foram levados ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).
Os petistas ainda anunciaram que devem organizar um novo protesto no próximo domingo (11). Segundo eles, parlamentares e artistas serão convidados para formar um "cordão" de proteção aos manifestantes. Nesse domingo, isso também foi feito, a confusão aconteceu já na dispersão do ato.
Além de Lindbergh e Paulo Teixeira, estiveram presentes o ex-senador Eduardo Suplicy (PT-SP), o secretário municipal de Saúde Alexandre Padilha (PT-SP), o vereador Nabil Bonduki (PT-SP) e representantes de movimentos sociais como MST (Movimento dos Sem-Terra) e CMP (Central de Movimentos Populares). Com informações da Folhapress. 
Fonte: https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/276092/senador-lindbergh-diz-que-denunciara-pm-de-sao-paulo-a-oea

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+