Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Cristãs podem ser presas por se recusar a imprimir convites de casamento gay
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Em diferentes casos, cristãos foram julgados e condenados por “discriminação”.

Duas empresárias cristãs norte-americanas, donas de uma gráfica, negaram-se a imprimir os convites de casamento de um casal de homossexuais. Revoltados, os clientes abriram um processo. Elas agora terão de pagar multa, além de poderem ser presas, acusadas de “discriminação”.
O caso envolvendo Joanna e Breanna, sócias da empresa Brush & Nib Studio, em Phoenix, Arizona, é mais um na longa lista de casos que chegam aos tribunais como resultado das novas leis pró-LGBT.
Elas trabalham como designers, produzindo convites para diversos eventos, incluindo casamentos. Contudo, por questões de consciência, recusaram-se a atender pessoas do mesmo sexo. Ao invés de procurar outra empresa, os homens levaram o caso para um advogado.
Agora, Joanna Dukka e Breanna Koski terão de pagar multa de 2.500 dólares e poderão passar até seis meses na cadeia por se recusar a prestar um serviço. A opção dada pelo tribunal em primeira instância é elas fazerem os convites para o casal gay e, caso continuem se negando, verem a multa ser aplicada a cada dia que demorarem. Isso pode significar a falência da empresa.
Elas se conheceram na igreja e afirmam que não pretendem mudar suas concepções bíblicas sobre o casamento só porque o governo local exige.
O caso das empresárias recebeu o apoio da Aliança em Defesa da Liberdade (ADF), um grupo que luta pela liberdade religiosa. O advogado Jonathan Scruggs, que representa o ADF afirmou: “Esperamos que na audiência da próxima semana na nossa proposta de liminar seja acatada pelo Supremo Tribunal do Arizona, que garanta a liberdade de expressão e os direitos de liberdade religiosa das nossas clientes”.

Casos jurídicos envolvendo cristãos

Nos últimos anos, diversos estados norte-americanos aprovaram leis que garantem “igualdade” e equivalem a chamada “homofobia” a crimes como racismo. Um dos casos mais famosos ocorreu em 2013, quando os donos de uma confeitaria se recusaram a fazer um bolo de casamento para um casal de pessoas do mesmo sexo.
Eles alegaram que suas convicções cristãs os impedia de prestar o serviço. Acabaram processados, precisaram pagar uma multa gigantesca e acabaram falindo.
Ano passado, os donos de um salão de festas se negaram a alugar o local para a celebração de um casamento gay. Por serem cristãos, também foram processados por “discriminação” e acabaramfechando o estabelecimento por causa das pesadas multas.
Ainda tramita na Corte Suprema dos EUA o caso de Jack Phillips, dono de uma padaria que não quis fazer um bolo de casamento para dois homens, alegando que ele transmitiria uma mensagem de apoio ao relacionamento e isso está em conflito com suas crenças religiosas. 
Com informações de Charisma

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+