Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Ministro do STF suspende operação da Polícia Federal no Senado
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

  • Operação da Polícia Federal prendeu quatro policiais do Senado, acusados de obstruir a Lava Jato
Teori Zavascki, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu nesta quinta-feira (27) suspender a Operação Métis, informou a Folha de S.Paulo. A operação da PF prendeu quatro policiais do Senado na semana passada, suspeitos de obstruir as investigações da Lava Jato.
A decisão do ministro transfere o processo da 10ª Vara Federal do DF para o Supremo. Após as prisões, Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, declarou que a operação foi ilegal, por não ter o aval da Suprema Corte.
Antônio Tavares, um dos policiais presos, solicitou a anulação da operação na terça-feira (25), sob uma justificativa semelhante, de que as investigações dos senadores pela PF eram ilegais e não tinham a autorização do STF.

Além de suspender a operação Métis, a decisão de Teori determina a libertação dos suspeitos detidos, o que já havia acontecido no decorrer da última semana.
Operação Métis
Quatro policiais do Senado foram presos no dia 21 de outubro durante a deflagração da Operação Métis pela PF a pedido do MPF.
Segundo o MPF, um policial legislativo fez um acordo de delação premiada no qual revelou que agentes da corporação fizeram varreduras em imóveis particulares e funcionais ligados a três senadores e um ex-parlamentar, todos investigados pela Operação Lava Jato.
Ainda de acordo com o MPF, o objetivo das operações de varredura era localizar e destruir escutas tanto telefônicas como ambientes. Ainda de acordo como órgão, policiais chegaram se deslocar às cidades de São Luiz (MA) e Curitiba (PR) para as varreduras.
O juiz federal que decretou a prisão dos quatro policiais do Senado, Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal, disse que Pedro Ricardo, diretor da corporação, é o "principal responsável pelas condutas e autor das ordens" que resultaram nas ações que teriam prejudicado as investigações da PF. Segundo Vallisney, Pedro Ricardo "exerce a liderança da associação criminosa".
(Com informações da Folha de S.Paulo e UOL Notícias)

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+