Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Presidente da Câmara diz não ver motivo para pedido de impeachment de Temer
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta sexta-feira em entrevista à GloboNews que não vê motivos para o pedido de impeachment do presidente Michel Temer após partidos da oposição anunciarem que protocolarão esse pedido na segunda-feira.

Parlamentares da oposição afirmam que basearão o pedido no depoimento dado à Polícia Federal pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero no qual afirmou que Temer o pressionou para encontrar uma "saída" para atender a interesses pessoais do ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima.
"Apesar de não ter ouvido ainda a tal gravação que o ex-ministro Calero fez do presidente da República, um fato grave, não vejo nenhum motivo para a gente pensar em impedimento do presidente Temer, de forma nenhuma", disse Maia em entrevista à emissora em Curitiba.

"Acho que não há nenhum indício, nada perto disso, nesse momento. É óbvio que todos nós respondemos por nossos atos como governantes, o presidente Michel Temer responde pelos dele, mas eu tenho muita convicção e acho que é muito prematuro lançar um tema como esse, de um novo impedimento, no momento que o Brasil vive, de uma crise grave", afirmou.

Maia se referiu a uma suposta gravação que Calero teria feito de uma conversa com Temer, assim como diálogos com Geddel e com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Como presidente da Câmara, cabe a Maia, que tem sido um aliado de primeira hora de Temer desde que chegou ao comando da Casa, decidir se dá ou não andamento a um pedido de impeachment contra o presidente.

Calero, que pediu demissão do governo na semana passada, disse no último fim de semana que Geddel o pressionou para liberar a obra de um empreendimento imobiliário em Salvador, que havia sido embargado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no qual Geddel havia comprado um apartamento.

Posteriormente, em depoimento à Polícia Federal cujo teor foi confirmado à Reuters por uma fonte com conhecimento do assunto, Calero afirmou que o próprio Temer também o pressionou para que encontrasse uma "saída" para encaminhar o caso à Advocacia-Geral da União (AGU) que teria uma solução para o impasse. Ainda de acordo com o depoimento de Calero, Temer afirmou que o episódio havia irritado Geddel e gerado dificuldades a seu governo.

Geddel reconheceu em entrevista à Reuters no fim de semana que conversou com Calero sobre o empreendimento em Salvador, mas negou que tenha pressionado o então titular da Cultura.
Temer também negou as acusações, afirmando, por meio do porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, estranhar as declarações de Calero. O presidente afirmou que buscava mediar uma disputa entre dois de seus ministros.

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2016/11/25/presidente-da-camara-diz-nao-ver-motivo-para-pedido-de-impeachment-de-temer.htm
Fonte:  

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+