Select Menu

TRADUZIR ESTE SITE

Web Rádio Gospel Adoração

» » Defesa de Temer quer anular depoimento de Marcelo Odebrecht
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Ideia é argumentar que os ex-executivos da empresa foram chamados a falar ao TSE somente após o vazamento ilegal do conteúdo da delação de Cláudio Melo

A defesa do presidente Michel Temer estuda questionar a legalidade dos depoimentos de delatores da Odebrecht, incluindo o do ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht, ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Segundo a reportagem apurou, a depender do teor desses depoimentos, a ideia é argumentar que os ex-executivos da empresa foram chamados a falar ao TSE somente após o vazamento ilegal do conteúdo da delação de Cláudio Melo filho, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht.
A expectativa é que os delatores confirmem ao TSE a versão de Melo Filho que, em colaboração com a força-tarefa da Lava Jato, disse que, em 2014, durante um jantar no Palácio do Jaburu com a presença de Temer e do hoje ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ficou acertado o pagamento de R$ 10 milhões para a campanha do PMDB daquele ano. Caso esses executivos apresentem dados novos que possam complicar a situação de Temer, a defesa do presidente pode pedir nulidade dos depoimentos.
Com essa estratégia, auxiliares de Temer pretendem postergar a ação no tribunal que julga abuso de poder econômico da chapa formada pelo peemedebista e pela ex-presidente Dilma Rousseff, o que poderia acarretar na cassação do mandato do presidente.
O discurso no Planalto é que o processo deverá ser julgado apenas em 2018, visto que as provas contra a chapa "são frágeis" e, por isso, ainda serão necessárias medidas como pedidos de novas testemunhas e perícias.
Como revelou a Folha de S.Paulo na semana passada, os advogados de Temer estudam apresentar "contraprovas", como novas oitivas de pessoas mencionadas na ação, para adiar ainda mais o desfecho do julgamento.
Auxiliares de Temer esperam que o processo seja postergado, inclusive, para depois de outubro deste ano, quando se encerra o mandato do relator da ação no TSE, ministro Herman Benjamin, que será substituído por outro ministro.
Além dele, em abril e maio, o presidente poderá indicar dois novos magistrados para o tribunal, quando se encerram os mandatos de Henrique Neves da Silva e Luciana Lóssio, respectivamente.
Caso a ação seja julgada somente em 2018, ao invés de uma eleição indireta para presidente da República, o pleito do ano que vem seria antecipado em alguns meses.
DEPOIMENTOS
Nesta quarta-feira (1º), o ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, depôs como testemunha no processo do TSE contra a chapa Dilma-Temer. Ele falou ao ministro Herman Benjamin, e seu depoimento está em sigilo, a pedido da PRG (Procuradoria-Geral da República).
Enquanto o sigilo da delação da Odebrecht no âmbito da Lava Jato não for levantado, o teor do que disse Marcelo à Justiça Eleitoral também não poderá ser revelado.
Além do ex-presidente da empreiteira, falarão ao TSE Benedicto Barbosa da Silva Junior, o BJ, Fernando Reis, Alexandrino Alencar e Claudio Melo Filho.
Como a Folha revelou em dezembro, Marcelo Odebrecht confirmou a versão de Melo Filho em depoimentos a procuradores da Lava Jato sobre o jantar no Jaburu, mas não detalhou a operacionalização do dinheiro que, de acordo com Melo filho, foi feita por Padilha.
Segundo o ex-executivo, o hoje ministro pediu que parte dos recursos fosse entregue no escritório de José Yunes, assessor e amigo de Temer, em São Paulo. Na semana passada, Yunes afirmou em depoimento à PGR que foi um "mula involuntária" de Padilha.
A defesa de Temer nega qualquer irregularidade e diz que a arrecadação de recursos ao PMDB naquele ano foi feita de maneira legal e registradas no TSE. Naquele ano, em que Temer concorreu a vice-presidente na chapá de Dilma, o PMDB recebeu R$ 11,3 milhões da Odebrecht e da Braskem. 
Com informações da Folhapress.

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem sou eu

Minha foto
CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR
Visualizar meu perfil completo

Seguidores do site pelo Google+