Select Menu

OUÇA OS LOUVORES

TRADUZIR ESTE SITE

Cotação Bitcoin

Cotação Ouro

Cotação Euro

Cotação Dólar

» » Apesar de concessões, greve dos caminhoneiros continua
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Segundo Temer, o governo assumirá o que ele chamou de "sacrifícios no orçamento" e honrará seus compromissos sem comprometer a Petrobras. 

Apesar do pronunciamento do presidente Michel Temer na noite de domingo 
para anunciar as medidas adotadas pelo governo após a reunião com os líderes dos caminhoneiros, a greve da categoria contra o aumento dos combustíveis não acabou e entra em seu oitavo dia nesta segunda-feira

Temer comunicou que o preço do diesel sofrerá uma redução de 0,46 centavos por litro do combustível. O governo assumirá o que ele chamou de “sacrifícios no orçamento” e honrará seus compromissos sem comprometer a Petrobras. 

As outras novidades são três medidas provisórias que tratam da isenção da cobrança do eixo suspeito nos pedágios, a garantia de 30% dos fretes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para os caminhoneiros 

autônomos, e uma tabela com valores mínimos para os fretes rodoviários. Enquanto os protestos e a greve continuam, o abastecimento de produtos é cada vez mais precário no país e poucos postos de gasolina conseguem repor seus estoques de gasolina e combustíveis.


A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) afirma que “com risco de canibalização e condições críticas para os animais, 64 milhões de aves adultas e pintinhos já morreram, e um número maior deverá ser sacrificado em cumprimento às recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal e das normas sanitárias vigentes no Brasil.  Milhões de suínos também estão ameaçados”. Sem combustível para os tratores, até o enterro dos animais está sendo afetado.
16h09 – Vendedora de hortaliças reclama de preços na Ceagesp
A vendedora de hortaliças Alessandra Ramos, de 40 anos, diz que a greve impactou em 60% suas vendas. “Não tem clientes, eles não estão vindo, o movimento caiu. Essa época do ano era para estar sobrando alface, estaria custando em torno de 8 a 10 reais, mas a caixa está a 50 reais. Quase ninguém está vindo, então ‘enfiam a faca’, querem explorar e ganhar em cima”.
Além da preocupação com os ganhos mensais, Alessandra diz que só tem gasolina para trabalhar até a próxima quarta feira, 30. Caso a situação não seja normalizada até lá, ela irá de ônibus.


Mercadoria não vem e cliente não chega’, diz vendedora da Ceagesp
Sueli Nakamura trabalha na Ceagesp
O oitavo dia da greve dos caminhoneiros gerou impacto no bolso dos pequenos permissionários da Ceagesp, na Zona Oeste de São Paulo, onde são vendidas hortaliças, frutas e verduras em atacado, que abastecem 60% da Grande São Paulo e 30% dos demais estados. De acordo com a assessoria de imprensa, apenas 10% dos veículos que chegam diariamente à Ceagesp para abastecer os comerciantes entraram no local desde o início da paralisação.
Faltam batatas, mamões, abacaxis, cocos verdes e outras mercadorias provenientes de outros estados. A situação menos crítica é na venda de verduras e hortaliças, em sua maior parte produzida em São Paulo.
Sueli Nakamura, de 54 anos, trabalha na Ceagesp há quinze anos e lamenta a falta de clientela. “A mercadoria não vem e os clientes não chegam. Eu costumo vender salsa, alface e hoje só trouxe cebolinha”. Se a greve perdurar, Sueli, que não trabalha com estoque, estuda a possibilidade de não ir à Ceagesp, pois não há para quem vender.

15h42 – O que daria para fazer com R$ 9,5 bilhões, custo das medidas do governo para encerrar a greve:
Pagar 50.588.423 benefícios do Bolsa Família (187,79 reais);
Construir 100.000 unidades do Minha Casa, Minha Vida (levando em conta o menor teto possível para o valor dos imóveis, de 95.000 reais);
Comprar 4.318 unidades do tríplex do Guarujá, iguais à que levou à condenação do ex-presidente Lula (2,2 milhões de reais);
Pagar 14 vezes o custo total do Enem de 2017 (669,9 milhões de reais);
Comprar Neymar 11 vezes e montar um time com o craque em todas as posições (821,4 milhões de reais, valor da transferência dele ao PSG);
Cobrir oito vezes o valor pago em propina pela JBS a políticos (1,1 bilhão de reais);
Pagar cinco vezes o fundo para campanhas eleitorais em 2018 (1,7 bilhão de reais);
Construir novamente o Parque Olímpico das Olimpíadas Rio 2016 (7 bilhões de reais);
Construir novamente os 12 estádios da Copa do Mundo de 2014 (8,3 bilhões de reais);
Quase cobrir o orçamento da Educação municipal de São Paulo em 2018 (11 bilhões de reais);
Quase zerar o déficit orçamentário do estado do Rio de Janeiro em 2018 (10 bilhões de reais).

15h21 – Sem combustível, empresa de entregas por motoboy trabalha com apenas 25% dos colaboradores
Com a falta de combustíveis, a Inovath está atuando com apenas 25% dos seus colaboradores nesta segunda-feira. A empresa que atua no segmento de entregas via motoboy disse que, caso não consigam abastecer suas motos, o receio é que não consiga atender aos seus clientes amanhã.

15h15 – Feirantes do Ceagesp, em São Paulo, apoiam a greve dos caminhoneiros

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje que existe ‘infiltração’ política dentro do movimento grevista dos caminhoneiros. Na avaliação do governo, os infiltrados estão dificultando o encerramento da greve, que entrou no oitavo dia de paralisação com prejuízos à população – desabastecimento de combustível, alimentos e insumos.

Os protestos dos moradores de Terra de Areia, a 122km de Porto Alegre, que ocorrem desde a semana passada em apoio à greve dos caminhoneiros, ganharam reforço religioso na manhã desta segunda-feira. Com a maioria das lojas fechadas e prefeitura sem expediente, cerca de 1.500 pessoas fizeram uma caminhada pacífica de 6km que culminou em um culto ecumênico com a presença de um padre e de um pastor luterano. O ato religioso ocorreu em um posto de gasolina onde mais de cem caminhões estão estacionados.

14h33 – Greve afeta até os lanches da Copa
O bloqueio das rodovias afeta também as redes de fast food da cidade de São Paulo. No McDonald’s do número 2034 da Avenida Paulista, os lanches especiais para a Copa do Mundo do Brasil e da França estão esgotados. De acordo com funcionários do local, eles não estão recebendo o molho utilizado no preparo do prato e já foram notificados da falta de pão para algumas opções do cardápio em outras unidades. O atendimento, no entanto, continua sem alterações.

O governo já chegou ao limite das negociações com os caminhoneiros, que entraram no oitavo dia de greve nesta segunda-feira. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta segunda-feira que o governo conversou com todas as instâncias possíveis de representação dos caminheiros – confederações, federações, sindicatos e associações.

A diretoria da Petrobras enviou nesta segunda-feira, 28, uma carta à força de trabalho da companhia na qual pede uma reflexão sobre a greve programada pelos petroleiros para quarta-feira. No documento, defende que a paralisação prevista para esta semana não seria positiva nem para a empresa e nem para o país.

14h17 – Para o corretor paulistano Rogério Mendes, país todo deveria parar

Um caminhoneiro de 38 anos foi baleado na cabeça ao tentar abordar um caminhão que seguia numa estrada entre Santa Leopoldina e Cariacica, sede na região metropolitana de Vitória, no Espírito Santo. O crime aconteceu na noite deste domingo (27), no sétimo dia da greve dos caminhoneiros.  A vítima foi levada para um hospital da região e passa bem.

13h58 – Mesmo após três horas na fila de posto, paulistano é a favor da greve

O Sindicombustíveis-PR, entidade que representa os postos de combustível do Paraná, obteve uma liminar na Justiça Estadual favorável ao desbloqueio do terminal de carregamento de combustíveis da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. A medida beneficia todos os postos associados do sindicato. A pena para quem não cumprir a ordem é multa diária no valor de R$ 10 mil, por pessoa identificada. Nesta manhã, nove caminhões já deixaram a Repar. Eles se dirigem a postos da capital paranaense.

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, indicou nesta segunda-feira que o governo terá de aumentar impostos de “outras coisas” ou retirar benefícios tributários para garantir uma das partes da redução de impostos sobre diesel, com impacto de 4 bilhões de reais neste ano.

13h20 – Reforço na greve
 Vans escolares fecham pistas da Avenida Paulista. Protesto dos motoristas, assim como o dos caminhoneiros, também é contra o aumento dos combustíveis
Vans escolares fecham pistas da Avenida Paulista. Protesto dos motoristas, assim como o dos caminhoneiros, também é contra o aumento dos combustíveis (Lucas Campos de Almeida/VEJA)

13h02 – Os alimentos estão começando a chegar
 A Polícia Militar faz escolta a caminhões com alimentos que chegam à Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na Zona Oeste de São Paulo
A Polícia Militar faz escolta a caminhões com alimentos que chegam à Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na Zona Oeste de São Paulo (Bianca Lemos/VEJA)

12h55 – Sem combustível, a saída é vender outros serviços
 A falta de combustíveis exigiu criatividade de um posto da Zona Oeste da cidade de São Paulo. Como não temos gasolina, que tal lavar o carro?
A falta de combustíveis exigiu criatividade de um posto da Zona Oeste da cidade de São Paulo. Como não temos gasolina, que tal lavar o carro? (VEJA/VEJA)

12h42 – Falta de combustível atinge 7 aeroportos, diz Infraero
O número de aeroportos afetados pela falta de combustível diminuiu na manhã desta segunda-feira, 28. De acordo com a Infraero, administradora de aeroportos, até as 11:50 desta segunda tinham 7 aeroportos com falta de combustível. No fim da noite de domingo, eram 8 terminais. Os aeroportos que ainda estão com problemas são:  São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Aracaju (SE), Foz do Iguaçu (PR) e Teresina (PI)

12h37 – Filas e paciência 
 Carros e motos fazem filas enormes em posto de combustível em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio de Janeiro; estabelecimento recebeu gasolina hoje
Carros e motos fazem filas enormes em posto de combustível em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio de Janeiro; estabelecimento recebeu gasolina hoje (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

As ações da Petrobras operam mais uma vez em baixa nesta segunda-feira. Às 12h20, os papéis preferenciais da companhia apresentavam desvalorização de 9,75%.
O anúncio de redução no preço do diesel pelo presidente da República, Michel Temer, deixa o investidor apreensivo em relação à interferência do governo na empresa.

Unidades da Polícia Rodoviária Federal nos estados estão impedidas de divulgar informações atualizadas sobre manifestações nas rodovias

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), José Alberto Gouveia, sugeriu nesta segunda-feira, 28, que os postos de gasolina fracionem a quantidade de combustível abastecida por consumidor quando houver normalização. Gouveia disse que, após encerrado o movimento, os postos voltarão a ter combustível em até três dias e nos mercados o prazo previsto para retorno à normalidade é de até uma semana.

12h03 – Doações de sangue
A Secretaria de Estado da Saúde convocou nesta segunda-feira doadores para aumentar os estoques dos bancos de sangue e plaquetas em todo o Estado de São Paulo. O objetivo é garantir os estoques durante o período de greve dos caminhoneiros e evitar o cancelamento de atendimentos de urgência e também as cirurgias.

Eduardo Guardia
O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta segunda-feira ao jornal Bom Dia Brasil, da TV Globo, que não há mais espaço para o governo federal realizar qualquer concessão adicional aos caminhoneiros. Na entrevista, o ministro disse que o governo foi ao limite do que é possível ser feito para atender aos manifestantes e, igualmente, respeitar a responsabilidade fiscal e a Petrobras. “Fomos até o limite do que era possível dentro do nosso quadro fiscal”, disse Guardia, acrescentando que a solução apresentada atende aos pedidos do movimento, que é a redução do preço do combustível na bomba.
Questionado se é o contribuinte que vai pagar a queda de R$ 0,46 no preço do diesel, o ministro respondeu: “Exatamente”. Ele afirmou que, obviamente, existe custo para fazer o acordo com os caminhoneiros. “Essa conta está sendo paga com muito sacrifício através do Orçamento Geral da União”, disse Guardia.

10h47 – 64 milhões de aves já foram sacrificadas por falta de ração
A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou nota em que informa que 1 bilhão de aves e 20 milhões de suínos estão recebendo alimentação insuficiente. “A associação lamenta anunciar que a mortandade animal já é uma realidade devido à falta de condições minimamente aceitáveis de espaço e quantidade de ração.
Com risco de canibalização e condições críticas para os animais, 64 milhões de aves adultas e pintinhos já morreram, e um número maior deverá ser sacrificado em cumprimento às recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal e das normas sanitárias vigentes no Brasil. Milhões de suínos também estão ameaçados.

10h38 – No Paraná, greve está longe de acabar

10h28 – São Paulo sem ônibus e rodízio

10h18 – Faltas perdoadas
Com a greve dos caminhoneiros, a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo orientou as diretorias de ensino a não considerar as faltas de professores e alunos nesta segunda-feira.
Na rede estadual de Minas Gerais, as aulas estão suspensas desde sexta-feira. Em Santa Catarina, 80 das 1.073 escolas públicas não terão aulas regulares em razão da falta de combustível para o transporte escolar ou por dificuldades no fornecimento de alimentação. (Com Estadão Conteúdo)

10h10 – Motoristas de ônibus fretados protestam em São Paulo
Cerca de 50 motoristas de ônibus fretados protestam na manhã desta segunda-feira, 28, na zona sul da capital paulista, de acordo com informações da Polícia Militar. A manifestação é contra o preço dos combustíveis e em apoio à greve dos caminhoneiros.

09h58 – USP sem aulas

Levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostra que todos os combustíveis ficaram mais caros por causa da greve dos caminhoneiros. O litro do diesel, principal motivo para as reivindicações dos trabalhadores, saltou de 3,595 reais para 3,788 reais entre a semana encerrada no último dia 26 e a pesquisa anterior – finalizada em 19 de maio

09h37 – Transporte público em Sâo Paulo
Ônibus municipais da cidade de São Paulo operam com 60% da capacidade na manhã desta segunda-feira.

Acordo anunciado ontem por Temer parece não ter sensibilizado os caminhoneiros que param as estradas do país.

Sempre que se via contrariado, João Figueiredo, o último presidente da ditadura militar de 64, ameaçava chamar o Pires. O Pires de Figueiredo era o general Walter Pires, ministro do Exército, sempre disposto a botar para quebrar.
(…) O presidente Michel Temer imaginou que o general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, poderia ser o seu Pires. Temer chamou o Exército para desbloquear as estradas e fazer mais o que fosse necessário. Villas Bôas fingiu ouvir.

 O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, pediu na noite deste domingo que motoristas que protestam nas rodovias em todo o Brasil “levantem acampamento e sigam a vida” após a publicação das medidas anunciadas pelo presidente Michel Temer no Diário Oficial da União. Para Fonseca, com as medidas publicadas, a regularização do abastecimento ocorrerá “de oito a dez dias para normalizar, para fluir a oferta de carga”. A decisão foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial.

Falta combustível em pelo menos oito dos 54 aeroportos administrados pela Infraero no país. A recomendação é que os passageiros procurem as companhias para consultar a situação de seus voos. Os aeroportos que estão com falta de combustível são os de São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Teresina (PI). Apesar da falta de querosene, os aeroportos estão abertos e têm condições de receber pousos e decolagens.

A paralisação dos caminhoneiros entra nesta segunda-feira no oitavo dia. A categoria ainda mantém bloqueios em todo o país, o que causa o desabastecimento de produtos e combustível nas cidades. Polícias estaduais, Polícia Federal e tropas do Exército negociam a saída dos manifestantes das estradas e fazem escoltas para liberar a saída de caminhões-tanque de refinarias.

A cidade do Rio de Janeiro continua em estado de atenção por causa da greve dos caminhoneiros, que compromete a distribuição de combustíveis, alimentos e outros produtos. O sistema de corredor exclusivo de ônibus (BRT) informou que operará com 35% de sua frota nesta segunda-feira (28), ou seja, 125 ônibus articulados circularão em dez linhas. A prefeitura informou que as empresas de ônibus conseguiram abastecer 40% de suas frotas.

O governo publicou na noite deste domingo, 27, em edição extra do Diário Oficial da União, as três medidas provisórias (MPs) para atender a novos pedidos dos caminhoneiros, que completaram uma semana parados.
Para tentar pôr fim à greve, o presidente Michel Temer cedeu e reduziu em R$ 0,46 o valor do diesel, com corte em tributos como a Cide e o PIS/Cofins.



Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Seguidores do site pelo Google+