Select Menu

OUÇA OS LOUVORES

TRADUZIR ESTE SITE

Cotação Bitcoin

Cotação Ouro

Cotação Euro

Cotação Dólar

» » Com caminhoneiros em greve, Santa Catarina deve ficar sem combustível a partir de quinta
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Postos de Florianópolis já estão sem combustível; consumidores no Estado correm para abastecer nesta quarta-feira

Postos no Estado já registram filas para abastecimento. Na foto, estabelecimento em Itapema - Everton Palaoro/ND

A paralisação dos caminhoneiros contra o aumento nos preços dos combustíveis chegou ao seu 3º dia nesta quarta-feira (23), com ameaça de desabastecimento de insumos, suspensão de produção no setor alimentício, falta de gasolina em postos e até interrupção em serviços públicos e postagens dos Correios. As manifestações continuam em rodovias federais e estaduais de Santa Catarina, seguindo o movimento nacional. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), às 15h desta tarde os manifestantes ocupavam 42 pontos das rodovias federais do Estado.
No Paraná, há retenção de veículos de carga em 54 pontos de rodovias federais. Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), os manifestantes tentam abordar os motoristas de caminhão, causando lentidão. De acordo com a PRF, transportadoras e empresas com frotas de caminhões estão evitando despachá-los, gerando uma redução no fluxo desses veículos desde o início da greve. No Rio Grande do Sul, o tráfego de veículos de carga foi interrompido em 18 pontos de rodovias federais.
Segundo informações do Sindipetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina), estão faltando combustíveis em várias regiões do Estado. No Planalto Norte, os município de Campo Alegre, Mafra, Canoinhas e São Bento do Sul já enfrentam desabastecimento. No sul do Estado: Criciúma, Cocal do Sul e região . No município de Gravatal, há falta de combustíveis e filas de consumidores nos postos. No Oeste, a cidade de Chapecó está totalmente desasbastecida.
O Sindópolis (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis de Florianópolis) informou que dois postos no Norte e dois no Sul da Ilha, em Florianópolis, já estão sem combustíveis. A previsão é de que até esta quinta-feira o Estado inteiro fique sem combustível. O vice-presidente de relações institucionais e comunicações do sindicato, Joel Fernandes, afirmou que também haverá falta de álcool por causa do aumento da demanda. "A única solução é o governo baixar os preços dos produtos de gasolina e de diesel, que são os mais caros do mundo", disse.
Motoristas também organizaram um protesto na Grande Florianópolis para esta quarta-feira. Por volta das 9h30, um comboio saiu da ANPRF (Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal), no Norte da Ilha. De lá, os veículos seguiram pela rodovia SC-401, passaram pelo Centro da Capital e foram para o Continente, com destino ao município de Biguaçu. Mais integrantes aderiram à manisfetação ao longo do caminho.
O Procon de Florianópolis afirma que a falta de combustíveis gerada pela paralisação dos caminhoneiros não justifica o aumento do valor da gasolina. De acordo com a instituição, os fiscais já foram a campo nesta quarta-feira para averiguar se está havendo ou não aumento abusivo. A ação irá continuar nos próximos dias e caso seja encontrada alguma irregularidade, será aberto um processo administrativo contra o estabelecimento, passível de multa.
No Rio Grande do Sul, o Sulpetro (Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do Rio Grande do Sul) informou que seis cidades do Estado estão com problemas de abastecimento nos postos de gasolina. A situação ocorre em Osório, Uruguaiana, Bagé, Encantado, Pelotas e Canguçu. A cidade de Santa Vitória do Palmar (RS), próxima à fronteira com o Uruguai, decretou estado de calamidade pública em função da falta generalizada de combustíveis nos postos. Alguns serviços serão suspensos temporariamente, como as aulas da rede municipal de ensino.


Panorama da greve dos caminhoneiros em SC às 15h desta quarta-feira - PRF/Divulgação

Em Gravatal, no Sul do Estado, postos já sentiam os reflexos da greve desde a manhã desta quarta-feira, com falta de combustíveis e filas de consumidores. Em São Bonifácio, caminhoneiros que prestam serviço para uma rede de supermercados utilizaram rotas alternativas para furar os bloqueios.
Os caminhoneiros reivindicam do governo federal mudanças na política de reajuste dos combustíveis da Petrobras, como a redução da carga tributária sobre operações com óleo diesel a zero, referentes às alíquotas da contribuição de PIS/Pasep e Cofins. Pedem também isenção da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico).
Os manifestantes argumentam que os aumentos no preço do diesel nas refinarias e os impostos afetam seguidamente o setor, que tem visto sua margem de lucro encolher desde o segundo semestre do ano passado, depois que o presidente Michel Temer (PMDB) passou a repassar diariamente as variações do petróleo no mercado externo para o mercado interno. A categoria reúne em todo o país cerca de 600 mil profissionais e mais de um milhão de caminhoneiros autônomos.

Em São Bonifácio, caminhoneiros utilizam rotas alternativas para furar os bloqueios - Guilherme Schauffler/KratzDivulgação/ND
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (23), pelo segundo dia consecutivo, redução nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias.
A partir desta quinta-feira (24), o preço da gasolina cairá 0,62% e custará R$ 2,0306 o litro. O preço do diesel terá redução de 1,15% e passará a custar R$ 2,3083, de acordo com a estatal.
Em dois dias, as quedas acumuladas chegam a 2,69% para a gasolina e a 2,67% para o diesel. Apesar disso, a gasolina acumula altas de 12,95%, em maio, e de 16,76% em um mês. O diesel soma aumentos de 9,34%, em maio, e de 15,16% em um mês.
O alto valor do preço do combustível é o principal motivo para a manifestação nacional dos caminhoneiros, que começou no final da noite de domingo (20). As informações são da Agência Brasil.
*Com informações da Folhapress

Autor CULTO ABENÇOADO NO SEU LAR LAR

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Publicidade

Família grande projeto de Deus

Seguidores

Seguidores do site pelo Google+