Louvores que edificam

Entretenimentos-Notícias-Estudos Bíblicos-Teatros Infantil-Dinâmicas-Peças Gospel Infantil-Dicas de Informática-Mensagens: Dias dos pais - louvores e muito mais!

TRADUZIR ESTE SITE

Conheça as 10 lições que Deus nos ensina no deserto

quinta-feira, 7 de abril de 2016

“E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o SENHOR teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não.” Dt 8.2

1. DESERTO - s.m. Região árida, coberta por um manto de areia em que é quase absoluta a ausência de vida. Vazio, pouco freqüentado: rua deserta / Ermo; solitário; abandonado.(Dic. Aurélio)

O deserto é um lugar especial no coração de Deus e, não há um filho Seu que ainda não tenha passa por essa situação. Para entender o deserto e o seu significado, é preciso que nos posicionemos, para que possamos compreender, de fato, qual a importância e a relevância que temos. Mas você pode se perguntar: quem sou eu? E que importância tenho?

O deserto é um lugar de escassez, onde os elementos vitais, como água e alimento, características básicas, quase não existem. Isso não parece antagônico? Começar a ministração falando de algo tão bom, especial e ter esse significado: escassez? Depende do seu ponto de vista.

Só há um deserto que não é bom na vida de uma pessoa: o deserto do pecado, da rebelião, do coração distante de Deus; o deserto da quebra de princípios. Porém, estou falando a filhos e a candidatos a filhos de Deus.

Em Mateus 4:11 lemos a narrativa de Jesus no deserto. O deserto é uma marca inerente aos grandes homens de Deus. E, se você acredita ser um líder ou alguém que recebeu um chamado, um comissionamento da parte de Deus, há de passar por um grande deserto. Esse lugar passará a ser um lugar especial no seu coração. Pois não há nada de Deus para nós que deixemos de gostar. O que existe, na verdade, é uma ignorância, um desconhecimento de causa.

Quando Deus chamou Abraão na Babilônia, Ele não se importou com os grandes feitos, nem as riquezas e status que tinha. Deus não alertou a Abraão que ele seria moído no deserto e o quanto seria difícil para que ele trabalhasse suas economias naquele lugar. Sabe por quê? Deus não tem uma visão circunstancial; Ele sempre tem em mente o resultado que quer produzir em nós. 

Quando o Senhor nos chama é sempre para algo maior do que somos, e maior do que temos. Todos têm um chamado de Deus. Até você que pensa: "será que estou no lugar certo, fazendo a coisa certa?", tem um chamado. Isso é a crise do deserto e de quem não tem conhecimento de causa e nem da missão que possui. 

Contudo, Deus tem paciência e quer lhe ensinar e lhe conduzir em todo o tempo para um lugar melhor.

Jamais A Palavra de Deus vai nos encontrar em um lugar e vai nos deixar no mesmo lugar ou num lugar pior. Pelo contrário, quando A Palavra nos encontra, leva-nos a um lugar mais adiante... E, se essa Palavra lhe encontrou, não vai deixar você perecer no meio do caminho; não vai deixar você ser humilhado, reduzido à pobreza, à miséria... Deus levará você para a terra que mana leite e mel, um lugar de glória, um caminho maior.

Deus só tem pensamentos bons para os seus filhos, a despeito do contexto familiar ou traumas que você tenha com relação a seus pais. Ele é um Pai perfeito e n‘Ele não habita injustiça.

 O QUE É DESERTO?

Porque algumas vezes nos sentimos vazios: Frios, Deus parece que não nos ouve? Deus está conosco, Jesus prometeu estar conosco todos os dias até a consumação do século, o Espírito Santo faz morada em nós. Portanto a Trindade está sempre conosco. No entanto eu posso sentir isto ou não. Posso ver isto ou não.

Quando eu não sinto ou não vejo Deus comigo (Deserto), me vem uma sensação de vazio e frieza espiritual. Mas Deus não quer isto, Ele quer que pela fé (Hb 11:1) eu cria que Ele está comigo, e haja abundância de vida mesmo no deserto (Sl 84:6) Jó 35:14.

Deserto é dificuldade de ver e sentir Deus presente, embora Ele sempre esteja (Sl 34:18). Há 3 causas diferente de Deserto: Deus nos faz passar por momentos assim: Se Deus quer trabalhar em nossa fé, e fé é ter convicção de fatos que não se vêem, muitas vezes Deus permite que não o sintamos presente para lançarmos mão de fé.

"Ele está aqui, embora não o sinta".

Exemplo: Ex 14; 15:22,27; 16:12; 17:1, Dt 8:15 e 16, Mt 4:1, Sl 23:2-4, Jr 17:7 e 8, Mt 14:22-25. Pecados ou voluntários afastamentos de Deus. Este tipo de deserto não é propriamente uma provação mas conseqüência de derrota espiritual.

O pecado afasta-os de Deus, e o abandona da oração e da leitura da Bíblia, nos traz também frieza espiritual.

II Sm 11; 12:6; Sl 51:11. Peculiar característica física ou temperamental. 

I Rs 19:4. Elias era homem de Deus e muito abençoado. Não fora Deus quem o conduzira ao deserto, e nem pecado, mas um problema, uma ameaça o fez entrar em depressão. Elias era um Melancólico. Todos temos um pouco do temperamento melancólico, mas há pessoas marcadamente melancólicas, que constantemente estão em desertos.

Os melancólicos são introvertidos, escrupulosos, meticulosos, exigentes, pensadores, auto depreciadores.

Para mudar seu temperamento leia: Temperamento controlado pelo Espírito e Temperamento transformado pelo Espírito.

 COMO AGIR NOS DESERTOS

Usar a fé e não sentidos II Co 5:7, crer que Deus está ali mesmo que não o veja ou o sinta. Manter vida devocional, mesmo que não haja "o calor da sua presença". Preservar enquanto durar o deserto.

O de Jesus durou 40 dias. O dos Judeus 40 anos. O seu durará enquanto você necessitar. Se houver pecado, confesse-o. Se estiver doente vá ao médico. Deixe o Espírito mudar seu temperamento, se for este o seu caso.

 COMO AGIR NAS PROVAÇÕES DE MANEIRA GERAL?

Confiar nas promessas. 

I Co 1:13, I Pe 1:5, I Pe 4:10, Mt 26:20. Perseverar ao lado do Senhor, descansando - I Pe 5:7. Opondo-se e resistindo ao diabo e às tentações.

I Pe 5:8 e 9, Tg 4:8. Alegrar-se nas bênçãos provenientes das provações I Pe 1:6.

 NO DESERTO 

1 – Geralmente o deserto tem um clima difícil de suportar, de dia muito quente chegando aos 50 graus centígrados e à noite geralmente frio podendo a temperatura ficar abaixo de zero. Retrata a vida de muitos que, ora estão quentes, fervorosos, avivados, mas de repente estão frios, apáticos na igreja, no trabalho, no casamento.

2 – É solitário, essa é realmente a principal característica do deserto, pois como o nome já diz: é deserto, inabitado, solitário. Às vezes estamos assim, parece que estamos sozinhos, abandonados, sem ninguém por perto.

3 – É um lugar perigoso: no deserto encontramos vários tipos de perigo como: o de se perder, pois os ventos mudam as paisagens rapidamente, tempestades de areia, mas especialmente as feras que se escondem no deserto, escorpiões, cobras, animais venenosos que por causa do clima saem à noite para caçar. A Palavra diz em Marcos 1.13 que Jesus durante a tentação no deserto viveu entre as feras.

4 – Lugar de escassez: principalmente de água, elemento essencial para a vida. Na Bíblia muitas vezes o Espírito Santo é representado pela água, e existem momentos na vida que parece haver uma sequidão do Espírito em nós.

Olhando essas características do deserto e as situações difíceis pelas quais passamos na vida, percebemos as semelhanças e entendemos as associações feitas por todos que enfrentam dificuldades.

Existem vários tipos de dificuldade e vários tipos de desertos, mas quero chamar a atenção para dois tipos de desertos: o Deserto de Deus e o Deserto do Homem. Logo que conseguirmos entender as diferenças existentes entre esses dois desertos, ficará mais fácil enfrentá-los e sair deles.

Faremos um paralelo entre esses dois tipos de desertos para te levar a uma compreensão melhor da dificuldade do deserto pelo qual você possa estar passando e facilitar a sua saída e a conquista da sua Canaã.

Veja agora As 10 lições que Deus nos ensina no deserto

1. CUIDADO COM ATALHOS

“Tendo Faraó deixado ir o povo, Deus não os levou pelo caminho da terra dos filisteus, posto que mais perto, pois disse: Para que porventura o povo não se arrependa, vendo a guerra, e tornem ao Egito. Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto”. (Êxodo 13, 17-18).

Deus traçou um longo caminho para que seu povo Israel atravessasse. Essa longa jornada até a terra prometida tinha uma razão de ser, um propósito nos planos do criador e não adiantava o povo tentar encurtar ou desistir dela.

Desertos são feitos para atravessar. Não podemos parar ou mesmo fugir dele. A pergunta que não quer calar é: Por que Deus queria que seu povo enfrentasse um caminho mais longo havendo a opção de um caminho mais curto?

Bem, você sabe o motivo pelo qual toda promessa demora? Exatamente porque devemos nos preparar para recebê-la.

Então, você pergunta: Por que só podemos receber de Deus quando estamos preparados? Bom, para que não venhamos a estragar tudo por conta do despreparo.

Deus não deseja que a sua promessa se transforme em maldição! Por isso da necessidade da preparação.

Tentarei explicar melhor: talvez você reclame por enfrentar um deserto emocional, mas será que você está preparado para viver um relacionamento a dois? Será que você já aprendeu a ter a paciência necessária para um relacionamento? Já pensou em acordar todos os dias com uma pessoa que é diferente de você?

Você saberia dividir a pessoa com o seu chamado espiritual? Conheço pessoas que foi só conhecer alguém e largaram tudo. Esqueceram do ministério, esqueceram tudo o que Deus havia feito em suas vidas.

Outras estavam desempregadas e buscando ao Senhor, mas quando se empregaram a primeira coisa que fizeram foi deixar o Caminho. Como você acha que Deus poderia continuar abençoado financeiramente pessoas assim? Eles fizeram a promessa virar maldição.

Existem pessoas que Deus prospera e elas vão correndo servir a carne.

Pessoas que Deus engrandeceu e elas caíram, porque não amadureceram no deserto.

2. DESERTO É UM LUGAR DE DIREÇÃO DE DEUS

“21 O SENHOR ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. 22 Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite.” (Êxodo 13, 21-22).

Observe que durante todo o percurso no deserto uma coluna de nuvem (durante o dia) e uma coluna de fogo (durante a noite) guiavam o povo mostrando o caminho a ser seguido.

O Senhor é a bússola no deserto. Deus é o norte. Ele é a nossa direção e nEle tenha a certeza de que você será sempre conduzido pelo deserto de forma a chegar na terra prometida.

Muitas vezes não entendemos algumas coisas, sobretudo que podemos contar com a direção de Deus nos momentos mais difíceis e sombrios que estejamos passando.

Veja por exemplo o que aconteceu com José do Egito. Deus lhe deu um sonho. Ele seria exaltado, estaria acima de todos, entretanto, seus irmãos com ódio lhe venderam como escravo para uma caravana de midianitas que o levou para a terra do Egito. Seus irmãos intentaram o mal contra ele, mas veja que aquele deserto só o levou para mais perto da bênção de Deus.

No Egito José foi trabalhar na casa de Potifar. Ele prosperou. Assumiu uma função de chefia. De súbito, mais um deserto lhe acometeu quando a esposa do seu patrão levantou um falso contra ele resultando sua prisão.

Observe a bússola de Deus. Foi na cadeia que José conheceu a pessoa que falaria a Faraó sobre a sua pessoa. Todos os seus desertos cooperaram para o seu bem porque Deus estava dirigindo sua vida.

Não foram os irmãos de José que o mandaram para o Egito, na verdade, foi o próprio Deus que o conduziu até lá a fim de que assumisse a função de governador do império mais poderoso do seu tempo.

3. NO DESERTO, MESMO QUE NÃO PAREÇA, DEUS SEMPRE ESTARÁ POR PERTO

“Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite”. (Êxodo 13, 22)

Nos seus momentos de deserto o Senhor nunca se apartará de você. Certa vez passei por um grande deserto. Confesso que pensei que não conseguiria vencê-lo. Na verdade, tirei forças de onde não existia e consegui vencê-lo.

Após enfrentá-lo o Espírito Santo me revelou que durante aqueles instantes Ele nunca se apartou de mim, pelo contrário, aqueles foram os momentos em que Deus mais esteve próximo de mim, só que eu não sabia.

Depois da vitória foi muito bom ouvir de Deus: “Marcos, eu jamais o deixarei. Lembre-se disto: nos momentos mais difíceis, serão os que eu estarei mais próximo de você.”

4. DEUS TEM TUDO EM SEU CONTROLE

“Endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo seu exército; e saberão os egípcios que eu sou o Senhor”. (Êxodo 14, 4).

Foi o Senhor que endureceu o coração de Faraó para que perseguisse seu povo, nada fugiu ao seu controle.

Assim, Deus faz conosco e sabe a razão? Deus não quer que nos acostumemos com o deserto porque este é um lugar só para passagem, não é um lugar para firmarmos residência definitiva.

Muitas vezes você pensa que está sendo perseguido no trabalho e Deus não está nem aí para você. Claro que Ele sabe todas as coisas, mas permite este desconforto para que você seja levado a estudar mais para gerar crescimento em sua vida, para fazê-lo procurar uma porta melhor de emprego onde ganhará mais.

Contemporâneo, isso tudo aconteça porque Deus lhe que como cabeça e não cauda.

Caso não houvesse perseguição o povo de Israel continuaria como servo de Faraó, por isso Deus gerou tanto desconforto naquela situação que estavam.

Deus faz o mesmo com você. Saia desta posição de vítima. Não tem ninguém lhe perseguindo, pelo contrário é o próprio Deus que deseja tirá-lo desta letargia, deste cansaço, desta vidinha medíocre. 

5. DESERTO É UM LUGAR DE LIVRAMENTO

“Moisés, porém, respondeu ao povo: Não temais: aquietai-vos e vede o livramento do Senhor que hoje vos fará; porque aos egípcios que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. O Senhor pelejará por vós e vós vos calareis.” (Êxodo 14, 13-14)

O povo de Israel quando viu a perseguição do exército de Faraó se apavorou. Um grande pavor tomou conta de todos eles. O medo predominava. Entretanto, Deus disse: “não temais: aquietai-vos e vede o livramento que hoje farei.”

Se Deus está contigo, não precisa sentir medo ou sair gritando pela rua a beira de um surto psicótico. Deus é contigo! A situação vem na sua vida durante o deserto para que Deus mostre seu livramento.

Deus permitiu aquela situação para destruir de uma vez todos os inimigos de Israel. E assim será com você: “O SENHOR fará que sejam derrotados na tua presença os inimigos que se levantarem contra ti; por um caminho, sairão contra ti, mas, por sete caminhos, fugirão da tua presença. (Deuteronômio 28,7).

6. DESERTO É UM LUGAR DE MILAGRES

“Disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Diz aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta a tua vara, estende a mão sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco”. (Êxodo 14, 15-16). 

Amado contemporâneo, Deserto é um lugar para marchar e não para ficar paralisado. Não é um lugar de murmuração ou de reclamação é um lugar para prosseguir para o alvo porque Deus está contigo e assim você verá grandes milagres acontecendo nesta jornada.

Deus mandou o povo marchar e falou para Moisés: “Está na hora de usar o seu cajado!” O cajado representa os talentos dados por Deus a cada um de nós. No deserto Deus nos ensina a usar nossos dons e talentos escondido.

Contudo, o milagre é para aquele que vai até o fim no deserto. Deus disse a Daniel: “Tu, porém, segue o teu caminho até ao fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança.” (Daniel 12, 13).

No meio do deserto Deus fará um caminho de milagres no meio do mar para que você passe a pé enxuto.

7. DESERTO É UM LUGAR DE VITÓRIA

“Emperrou-lhes as rodas dos carros, e fê-los andar dificultosamente. Então disseram os egípcios: Fujamos da presença de Israel porque o Senhor peleja por eles contra nós os egípcios”. (Êxodo 14, 25).

Foi quando o exército de Faraó começou a ver que as rodas dos carros emperraram, que passou a se dar conta que estavam lutando contra algo que não era simplesmente um povinho de escravos.

Eles disseram fujamos da presença de Israel, porque o Senhor é quem peleja por eles e contra nós. 

8 . PARA NOS MOLDAR, TRANSFORMAR NOSSO CORAÇÃO E INTENSÃO. 

É na provação que o servo é moldado, na dificuldade nosso caráter é formado segundo a vontade de Deus que é boa, perfeita e agradável.

9 . A PROVAÇÃO NOS LEVA A APROVAÇÃO, DEUS NOS LEVA PARA UMA ESCOLA E NÓS CHAMAMOS DE DESERTO.

Tiago 1:2-4 - Meus irmãos, sintam-se felizes quando passarem por todo tipo de aflições. Pois vocês sabem que, quando a sua fé vence essas provações, ela produz perseverança. Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não falhando em nada! 

10. DEUS NOS LEVA AO DESERTO PARA NOS CONHECER:

Eu te conheci no deserto, na terra muito seca. 

Oséias 13:5

Lembrem como o nosso Deus guiou vocês pelo deserto esses quarenta anos. Durante essa longa caminhada, Deus os humilhou e os pôs à prova para saber se estavam resolvidos ou não a obedecer aos seus mandamentos. Deuteronômio 8:2

Minha oração por sua vida é que você aceite o tratamento de Deus, submeta suas vontades a Ele, persevere e aprenda na escola da vida, oro para que você não se acostume com o deserto, para que seu coração não permaneça seco como as areias do deserto. 

Que Deus abençoe sua vida.


Por: Jânio Santos de Oliveira
Presbítero e professor de teologia da Igreja Assembléia de Deus Taquara - Duque de Caxias - RJ

0 Comments:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem sou eu

Minha foto
Diac. Marco Aurélio
Visualizar meu perfil completo



Direito

Direitos Autorais Você é livre para reproduzir os artigos desse blog em qualquer meio de comunicação, contudo, não deve infringir a lei de direitos autorais 9.610, sancionada em Fev. de 1998. As reproduções devem conter autores do artigo e endereço do blog. Os que são de Cristo cumprem.

Visitas vários países

VISITAS ONLINE GEOGIVITES
contador de visitas

FANPAGE - AnniaFotografia

Descrição da Imagem

Annia Fotografia - Site

Descrição da Imagem

FANPAGE DESIGNER BRYAN

Descrição da Imagem