quinta-feira, 31 de maio de 2018

Caminhoneiro morto com pedrada não participava de greve, diz amigo

Segundo um amigo da vítima, que não quis se identificar, mesmo não participando da paralisação, José Batistela era a favor do movimento


Um amigo do caminhoneiro José Batistela, morto com uma pedrada em rodovia de Rondônia na quarta-feira (30), afirma que ele não estava participando da greve, apenas passava pelo local quando foi atingido. A vítima, de 70 anos, seguia pela BR-364, em Vilhena, quando foi atingido na cabeça por uma pedra e morreu.

O amigo de Batistela, que preferiu não se identificar, contou ao G1 que a vítima atuava como autônomo, era casado e morava em Jaru (RO). Ainda de acordo com o amigo, mesmo não participando da paralisação, Batistela apoiava o movimento.

No momento do incidente, o caminhoneiro seguia para o município de Mirassol (MT) com uma carga de madeira. Ao chegar em Vilhena, ele foi parado por grevistas e ficou aguardando para seguir viagem. No momento em que vários veículos iriam começar a sair do local, o idoso entrou no caminhão para seguir viagem e acabou sendo atingido por uma pedra.
O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas Batistela não resistiu aos ferimentos. A polícia está investigando o caso. Um homem foi preso.
Fonte:https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil/600981/caminhoneiro-morto-com-pedrada-nao-participava-de-greve-diz-amigo
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: