Louvores que Tocam

PUBLICIDADE

Entretenimentos-Notícias-Estudos Bíblicos-Teatros Infantil-Dinâmicas-Peças Gospel Infantil-Dicas de Informática-Mensagens: Dias dos pais - louvores e muito mais!

TRADUZIR ESTE SITE

O que é o casamento de acordo com a Palavra de Deus?

domingo, 28 de julho de 2019

O que é o casamento de acordo com a Palavra de Deus?

Não podemos deixar de perceber que Deus vê o casamento como um relacionamento sagrado e altamente exaltado!

Deus criou toda a humanidade com a capacidade de prosperar e aproveitar a vida, casada ou não! Mas para aqueles de nós que escolheram o casamento, não é a perspectiva de uma vida feliz juntos o que nos motiva a entrar em um relacionamento matrimonial e prometer amar e cuidar uns aos outros, “até que a morte nos separe?”
Como cristãos, vamos ao mesmo tempo perceber que, para que um casamento tenha sucesso e seja verdadeiramente uma união feliz, é bom procurar na Bíblia alguns fatos e diretrizes vitais que nos ajudarão em nosso caminho.

Um relacionamento feliz e gratificante

É muito claro que, desde o início, Deus pretendia que a união matrimonial fosse abençoada, gratificante e feliz. Primeiro, Ele criou o homem à sua própria imagem: capaz de amar, comunicar e criar, e colocou-o em um belo jardim onde todos os desejos de um coração humano puro poderiam ser encontrados. Mas o incrível trabalho de criação de Deus não foi completo até que Ele fez uma mulher.“E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.’” Gênesis 2:18. Uma ajudante, uma companheira, seu igual, alguém para compartilhar seus pensamentos mais profundos e retornar seu amor infalível! Quando Deus levou a mulher a Adão, sua alegria foi completa como ele declarou, “Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne.” Gênesis 2:23.
Após esta declaração, lemos, “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” Gênesis 2:24. O próprio Jesus repete este versículo em Mateus 19: 5 e acrescenta, “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” Mateus 19:6. O apóstolo Paulo novamente se refere ao mesmo versículo, explicando que a união matrimonial é uma figura do “grande mistério”, Cristo e a igreja. (Efésios 5:32)

Um antídoto fantástico para um problema muito real

Não podemos deixar de perceber que Deus vê o casamento como um relacionamento sagrado e altamente exaltado! Isso é o que Ele pretendia que fosse desde o começo. Ele também desde o princípio deu à humanidade leis que garantiriam a felicidade enquanto Suas leis fossem obedecidas. Infelizmente, porém, um ato de desobediência mudou tudo e o pecado entrou na boa criação de Deus. Se formos honestos, admitiremos rapidamente que ainda é pecado que destrói relacionamentos, perturba a harmonia do casamento e faz com que o amor se torne frio.
A maioria das pessoas percebe que nascemos como criaturas egoístas e egocêntricas, com uma incrível capacidade de olhar para nós mesmos e para nosso próprio prazer. Esta é uma receita pobre para um casamento feliz! Jesus nos oferece um antídoto fantástico para esta doença em Lucas 9:23. “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.”  

Não apenas dois corações, mas dois testamentos

Para entender melhor isso, precisamos entender o que significa “negar a nós mesmos” e “tomar nossa cruz”. Podemos nos negar as coisas com bastante facilidade. Se alguém quiser perder peso, por exemplo, pode negar-se ao luxo de doces e guloseimas insalubres. Mas o que Jesus fala é claramente algo muito mais profundo do que isso.
“Negar a nós mesmos” tem a ver com nossa própria vontade – nossos desejos, vontades e demandas que derivam de nossa natureza autocentrada como humanos. Como resultado da queda, nossa própria vontade é quase sempre contrária à vontade de Deus. Em um relacionamento matrimonial, logo descobriremos que não apenas dois corações e vidas se unem, mas também duas personalidades distintas, cada uma com sua vontade e vontade própria!
Jesus também tinha uma vontade humana, mas Ele disse: “Não a minha vontade, mas a tua vontade”. Lucas 22:42. Jesus escolheu negar a Sua vontade para fazer a vontade de Deus. Em Hebreus 10: 9 Ele diz, “Eis aqui venho, para fazer, ó Deus, a tua vontade.” Jesus veio para fazer a vontade de Deus em Seu corpo humano, e isso custou a Sua vontade. Ele é o nosso exemplo em tudo, então nós também podemos negar a nossa vontade e fazer a vontade de Deus. Isso resultará em um relacionamento feliz e um casamento cada vez melhor.
Jesus morreu na cruz para expiação dos nossos pecados. Mas durante a Sua vida, Ele tomou Sua cruz – significando que o pecado que Ele levou em Sua natureza humana não foi permitido viver. Isto é o que Paulo se refere como “o morrer do Senhor Jesus” em 2 Coríntios 4:10. Jesus nos convida a segui-lo neste caminho onde o pecado pode ser vencido no poder do Espírito Santo. Se aceitarmos Seu convite e seguirmos Seus passos, Sua vida também se manifestará em nossos corpos, para o crescente benefício e bênção dos que nos rodeiam, incluindo nosso cônjuge!

Podemos enriquecer a vida um do outro!

É uma boa notícia que Deus não mudou de ideia sobre o casamento, apesar do pecado que veio ao mundo através do primeiro casal! Seu coração anseia que seja bem sucedido para nós, e Seu amor nos proveu com leis que, se as mantivermos, nos libertarão de nossa natureza humana para que possamos aprender a amar uns aos outros como Ele nos ama. A natureza humana é uma mercadoria contrária! É preciso muito pouco para um pequeno mal-entendido, um hábito de que não gostamos, uma palavra impensada ou um olhar crítico para colocar uma nuvem sobre nossos relacionamentos. A natureza humana é tão facilmente ofendida!
Mas, felizmente, temos a Palavra e as leis de Deus para nos ajudar. Se seguirmos, por exemplo, as palavras de Colossenses 3: 12-14, temos boa esperança para um relacionamento feliz e satisfatório da maneira que Deus pretendia que fosse. “Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.” Isso não significa que sempre concordaremos ou manteremos o mesmo ponto de vista sobre todos os assuntos. Deus nos criou como indivíduos com diferentes personalidades e maneiras de pensar. Mas podemos nos encorajar mutuamente de acordo com as leis de humildade, bondade e misericórdia de Deus. Desta forma, podemos enriquecer as vidas uns dos outros e ser os verdadeiros ajudantes uns dos outros que Deus pretendia que fôssemos.

Uma relação de confiança mútua e fidelidade

A Bíblia diz que o casamento é honrado entre todos. (Hebreus 13: 4) Ele quer dizer que é um relacionamento honroso para ambas as partes. Não há lugar no coração de Deus ou plano para a humanidade para a opressão, seja da parte do homem ou da mulher, independentemente de que cultura ou origem viemos.
Em Provérbios 18:22 lemos, “Aquele que encontra uma esposa, acha o bem.” Deus abençoou o relacionamento matrimonial desde o início (Gênesis 1: 27-28), e Ele claramente pretendia que fosse de mútua confiança e fidelidade uns aos outros. Como companheiros no modo de vida, marido e mulher podem trabalhar juntos como uma equipe e aprender a amar uns aos outros mais e mais, para que possam crescer juntos em tudo que é bom. Se esta é a nossa experiência, então podemos verdadeiramente dizer que temos um casamento feliz, sabendo ao mesmo tempo que o que é bom sempre pode ser melhor!
E se ainda não estivermos lá, não temos motivos para perder a esperança. Nós podemos ter plena confiança em Deus que podemos chegar lá! Deus ainda ama criar e se buscarmos e seguirmos Suas boas leis e mandamentos, Ele criará uma nova vida dentro de nós. Então, também em nosso relacionamento matrimonial, nos tornaremos uma nova criação em Cristo. “Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.”Efésios 2:10.

0 Comments:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem sou eu

Minha foto
Diac. Marco Aurélio
Visualizar meu perfil completo



Direito

Direitos Autorais Você é livre para reproduzir os artigos desse blog em qualquer meio de comunicação, contudo, não deve infringir a lei de direitos autorais 9.610, sancionada em Fev. de 1998. As reproduções devem conter autores do artigo e endereço do blog. Os que são de Cristo cumprem.

Visitas vários países

VISITAS ONLINE GEOGIVITES
contador de visitas

FANPAGE - AnniaFotografia

Descrição da Imagem

Seguidores pelo Face

Annia Fotografia - Site

Descrição da Imagem

FANPAGE DESIGNER BRYAN

Descrição da Imagem

Siga-nos