Louvores que Tocam

PUBLICIDADE

Entretenimentos-Notícias-Estudos Bíblicos-Teatros Infantil-Dinâmicas-Peças Gospel Infantil-Dicas de Informática-Mensagens: Dias dos pais - louvores e muito mais!

TRADUZIR ESTE SITE

Sinais do dia de Noé

sábado, 27 de julho de 2019


Quando falamos sobre a volta de Jesus, há sempre em nós um desejo de saber realmente quando Ele voltará. No coração de todo cristão, há uma certeza de que Ele voltará e estabelecerá o céu na Terra. Em Apocalipse 21:1-7, temos uma das declarações mais lindas da Palavra de Deus.
Eu anseio pelo dia em que para sempre estaremos com o Senhor num mundo sem dor, morte, lágrimas. Espero pelo dia em que Deus reunirá os seus muitos filhos pela eternidade. Será um tempo glorioso.
Entretanto, paira sobre nós algumas questões. Quando será o tempo do fim? Quando Jesus estabelecerá o seu reino? Quando ocorrerá o arrebatamento dos crentes vencedores? Quem participará do milênio? São perguntas legítimas de alguém que ama ao Senhor e quer que seu reino se estabeleça nesta terra.
Os discípulos de Jesus lhe pediram que Ele falasse sobre o fim dos tempos: “No monte das Oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele os discípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando sucederão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século” (Mt 24.3).
Jesus, então, mostra uma sequência de fatos que acontecerão, como o surgimento de falsos cristos, guerras, terremotos e perseguição aos crentes. Contudo, essas coisas têm acontecido ao longo desses dois mil anos e ainda não chegou o fim.
Mas também os fariseus interrogaram Jesus a respeito de quando seria a vinda do reino de Deus (Lc 24.20). Depois de interrogado, Jesus usa duas histórias bíblicas para explicar como será a sua volta. Ele fala sobre o tempo de Noé e o dilúvio, e também fala sobre a destruição de Sodoma e Gomorra.  (Lc 17.26-30).
Portanto, quero mostrar os cinco sinais proféticos que mostram que está muito próxima a volta de Cristo.
  1.  Explosão populacional – Gn 6:1-6
O primeiro sinal profético da vinda do Senhor é a explosão populacional. A Bíblia diz no verso primeiro: “Como se foram multiplicando os homens na terra”. Aqui vemos que o dilúvio veio num momento em que estava havendo uma explosão populacional, ou seja, a volta de Jesus também acontecerá num tempo em que estará havendo crescimento populacional.
Quando vemos as estatísticas feitas por organizações como IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no Brasil e até mesmo a ONU (Organização das Nações Unidas) no mundo inteiro, chegamos à conclusão de que vivemos um tempo de crescimento populacional.
Mas não tem havido crescimento nos últimos dois mil anos? Tem sim, só que, ao fazerem as estatísticas, tem se observado que tem havido um crescimento menor a cada ano que passa e que, a partir de 2050, começará uma diminuição da população.
Basta olharmos ao nosso redor e veremos que tem diminuído o número de filhos por família. Além do mais, tem crescido a esterilidade entre as mulheres e homens.  E o que falar de milhares de abortos que são feitos no mundo? Só no Brasil, passa de 1 milhão por ano.
  1. Decadência familiar Gn 6:2-3 e Gn 19:4-11
O segundo sinal que vemos nesse contexto em que Noé vivia era a decadência familiar. Houve uniões das quais Deus não se agradou. Não era o plano original de Deus. O Senhor criou o homem e a mulher para constituírem uma família. E, nesse contexto de Gênesis 6, vemos que os filhos de Deus se casaram com as filhas dos homens, e isso foi um dos motivos da vinda de um julgamento por meio do dilúvio.
Mas que uniões foram essas a ponto de o Senhor diminuir os anos de vida dos homens daquele momento em diante e posteriormente ao dilúvio? Para que entenda que uniões foram essas, você precisa saber do que se trata os filhos de Deus e as filhas dos homens.
Os filhos de Deus eram anjos caídos e as filhas dos homens eram as mulheres que haviam na época. Cremos por três motivos. O primeiro motivo está em Jó 1.6. Nesses textos, lemos que os anjos são chamados de filhos de Deus: “Num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles” (Jó 1.6). Veja que, no caso aqui, são anjos, seres celestiais, que vêm perante o Senhor. Em algumas traduções bíblicas, no lugar de filhos de Deus, está anjos. Portanto, somente Adão e os anjos são chamados filhos de Deus.
Já o segundo motivo, baseado em Judas 1.6,7 e também em 2 Pedro 2.4-7, anjos caídos se uniram aos homens. Ao lermos e compararmos os dois textos, vemos o quanto estão falando do mesmo assunto e do mesmo contexto de Gênesis 6, que fala sobre Noé, e também de Gênesis 19, que fala do contexto de Ló nas cidades de Sodoma e Gomorra.
 […] e a anjos, os que não guardaram o seu estado original, mas abandonaram o seu próprio domicílio, ele tem guardado sob trevas, em algemas eternas, para o juízo do grande Dia; como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição. (Jd 1.6,7)
 Ora, se Deus não poupou anjos quando pecaram, antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas, reservando-os para juízo; e não poupou o mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas, quando fez vir o dilúvio sobre o mundo de ímpios; e, reduzindo a cinzas as cidades de Sodoma e Gomorra, ordenou-as à ruína completa, tendo-as posto como exemplo a quantos venham a viver impiamente; e livrou o justo Ló, afligido pelo procedimento libertino daqueles insubordinados. (2Pe 2.4-7)

Veja que, em ambos os textos, temos as seguintes semelhanças: anjos, prisão em trevas, juízo de Deus, Sodoma e Gomorra, e estas são postas como exemplo. E um texto complementa o outro. Em Judas, diz que os anjos não guardaram o seu estado original, abandonaram a sua casa, entregando-se à prostituição, enquanto em 2 Pedro diz que esses anjos pecaram. Ainda Pedro coloca o contexto dos anjos quando pecaram falando a respeito de Noé e de Ló. Veja o quanto é impressionante quando unimos esses dois textos. Ao fazermos isso, chegamos à conclusão de que anjos caídos se uniram com mulheres.
Mas surge uma questão a respeito dessa união. Em Mateus 22.30, diz: “Porque, na ressurreição, nem casam, nem se dão em casamento; são, porém, como os anjos no céu”. Por que, então, dizem que os anjos não se casam? Isso é verdade. Eles não se casam. Mas esses anjos pecaram ao se unir com as mulheres. Eles tinham poderes suficientes para se materializarem e se casarem com as mulheres.
E, finalmente, o terceiro motivo pelo qual acreditamos que os filhos de Deus eram anjos é que a união deles resultou em gigantes, homens de renome, os nefilins. De fato, algo que nos faz lembrar a mitologia grega. Eles tiveram poderes para gerar filhos.
Talvez agora você entenda por que o Senhor foi tão duro com a humanidade trazendo o dilúvio. O caminho que o homem estava trilhando era totalmente contrário ao propósito original de Deus. E infelizmente hoje temos vivido dias maus, nos quais estão tentando banalizar o casamento, destruir a família.
Veja o crescimento do divórcio em nossos dias.  Além disso, o casamento homossexual tem sido legalizado em muitos países, daqui a alguns anos, será comum filhos que terão dois pais ou duas mães. Isso mostra a destruição dos valores familiares estabelecidos por Deus.
  1. Ocultismo, espiritismo e bruxaria
O terceiro sinal que vemos aqui em Gênesis 6 é esse contato com os anjos caídos. Esse contato com os seres malignos tem se tornado cada vez mais comum em nosso meio. Tem crescido o número de pessoas que tem buscado o ocultismo, o espiritismo e a bruxaria.
Paulo Coelho, que se considera um mago (bruxo), vendeu a alma para o diabo, seus livros estão entre os mais vendidos no mundo. Outro exemplo é Harry Poter, outro livro que mostra os poderes como algo “bonitinho”. Até maio de 2015, já haviam sido vendidas 450 milhões de cópias, o diabo tem entrado na vida das pessoas. Todos esses ensinamentos levam as crianças que leem esse livro a se envolverem com espíritos malignos, e isso vai destruí-las.
  1. Decadência moral – sexo ilícito, corrupção, violência etc. (Gn 6.3)
Ao falar de decadência moral, refiro-me ao crescimento do sexo ilícito, do roubo, da violência, da corrupção, do assassinato e tantas coisas terríveis que têm acontecido em nossos dias. Fala-se de uma sociedade moderna e desenvolvida, mas o pecado entrou no homem e, a cada dia, as consequências do pecado têm sido ainda mais vistas em nosso planeta.
Nunca se houve tanta pornografia explícita como há em nossos dias. As televisões, as mídias sociais estão enchendo a mente das pessoas com a sensualidade, com a banalização do sexo.
Em nossos dias, a maldade tem se multiplicado – pais que matam os filhos, filhos que matam seus pais; pessoas inocentes são mortas por bandidos.
Que amemos a volta de Jesus e que o seu reino venha sobre nós! Mas enquanto estamos aqui, que levemos a paz, a alegria, o amor que procede do Senhor!

  1. Alteração genética
Por fim, temos o quinto sinal profético da volta de Jesus. Vimos que essa união entre os anjos caídos e as mulheres geraram outro tipo de criatura. A Bíblia diz que nasceram filhos, os nefilins, que no original hebraico significa “aqueles que fazem cair”. Eles são os destruidores. Eles se tornaram homens de renome na antiguidade por sua diferenciação na força e maldade.
Então, vemos aqui que a união entre um tipo de ser em união a outro tipo gera um terceiro tipo de criatura. Não acreditamos que haverá mais uma vez essa união sexual entre seres malignos e as mulheres, porque o Senhor os colocou em trevas para exemplo aos demais.
Entretanto, há algo que o homem tem feito, e isso poderá trazer à terra um novo tipo de ser. Com o avanço da ciência, o homem já tem criado sementes transgênicas, sementes com capacidades maiores de resistir a insetos, clima etc. O homem tem feito clones de animais. O homem tem estudado as células-tronco capazes de produzir órgãos para transplantes. Não há limites para isso. Alguns acreditam que os cientistas já fizeram um clone humano.
Todavia, há só uma pergunta: que tipo de ser será esse criado pelo próprio homem? Em Gênesis 6.3, A Bíblia diz algo impressionante. Lemos que o Espírito não agirá para sempre no homem. Hoje, o Espírito Santo age tocando e regenerando o espírito do homem. Mas será que essa nova raça de homens terá espírito capaz de ser convencido pelo Espírito de Deus?
Eu acredito que o anticristo será fruto dessa alteração genética. O Espírito de Deus não vai agir, mas o espírito maligno vai. Como o diabo irá criar o anticristo? Você agora sabe. Será fruto de clonagem humana. É por isso que em Apocalipse não é chamado de homem, e sim de besta, criatura feita por homem. E o seu número é 666. O número 6 é o número do homem, portanto 666 é o homem na sua plenitude. Vivemos os últimos dias.

0 Comments:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Quem sou eu

Minha foto
Diac. Marco Aurélio
Visualizar meu perfil completo



Direito

Direitos Autorais Você é livre para reproduzir os artigos desse blog em qualquer meio de comunicação, contudo, não deve infringir a lei de direitos autorais 9.610, sancionada em Fev. de 1998. As reproduções devem conter autores do artigo e endereço do blog. Os que são de Cristo cumprem.

Visitas vários países

VISITAS ONLINE GEOGIVITES
contador de visitas

FANPAGE - AnniaFotografia

Descrição da Imagem

Seguidores pelo Face

Annia Fotografia - Site

Descrição da Imagem

FANPAGE DESIGNER BRYAN

Descrição da Imagem

Siga-nos