Entretenimentos-Notícias-Estudos Bíblicos-Teatros Infantil-Dinâmicas-Peças Gospel Infantil-Dicas de Informática-Mensagens: Dias dos pais - louvores e muito mais!

Clique no player pra ouvir os louvores


sábado, 13 de julho de 2019

Cientistas podem ter encontrado uma das igrejas cristãs mais antigas do mundo

Edifício em formato de cruz é preservador pela UNESCO

Utilizando a radiografia de múons, cientistas conseguiram escanear um misterioso prédio subterrâneo localizado na antiga cidade russa de Derbent, na costa do Mar Cáspio, e acreditam terem descoberto uma das igrejas cristãs mais antigas do mundo.
Há muito tempo os arqueólogos questionavam qual era o objetivo daquele edifício e a hipótese de que era um templo cristão sempre foi levantada. Além disso, também se cogitava que ali era um tipo de reservatório ou um templo de fogo zoroastriano.
Com 39 pés de altura, o edifício está localizado no setor noroeste da fortaleza medieval de Naryn-Kala, é quase completamente escondido no subsolo e construído com calcário local; data de cerca de 300 d.C..
A escavação pode colocar em risco o local já preservado pela UNESCO, por isso os arqueólogos não conseguiram acessar totalmente a estrutura. A tecnologia de radiografia com múons usa partículas elementares similares aos elétrons geradas pelo choque de raios cósmicos com átomos na atmosfera da Terra, que produzem as imagens.
Participaram desse estudo pesquisadores da Academia Russa de Ciências, do Instituto Skobeltsyn de Física Nuclear da Universidade Estadual Lomonosov de Moscou e da Universidade Estadual do Daguestão com o objetivo de primeiro entender a estrutura para então compreender qual era o seu uso.
Foi assim que eles descobriram que o edifício tem a forma de uma cruz, promovendo a crença de que poderia ser uma igreja. O espaço foi encontrado com 36 metros de altura, 50 metros de comprimento e 44 metros de largura.
“Parece-me muito estranho interpretar este edifício como um tanque de água. Na mesma fortaleza de Naryn-Kala, existe uma estrutura subterrânea igual a 10 metros de profundidade, e é realmente um tanque. Este é apenas um edifício retangular. O edifício incomum, no qual colocamos nossos detectores, tem a forma de uma cruz, orientada estritamente para os lados do mundo, um lado é 2 metros mais longo do que os outros”, disse Natalia Polukhina, chefe do grupo científico e autora do estudo, em um comunicado publicado pela Fox News.
“Como dizem os arqueólogos que começaram as escavações, durante a construção, o edifício estava inteiramente na superfície e fica no ponto mais alto do Naryn-Kala. Qual é o sentido de colocar o tanque na superfície, e até mesmo na montanha mais alta?”, questionou. “É estranho. Atualmente, há mais perguntas do que respostas”, acrescentou Polukhina.
Compartilhar:

[Fotos] Arqueólogo diz ter achado local do encontro entre Abraão e Melquisedeque

Templo está na Cidade de Davi, em Jerusalém.

Para um arqueólogo israelense, os restos de um altar que ele encontrou em Jerusalém são o ponto onde Abraão encontrou o sumo sacerdote Melquisedeque, como lemos em Gênesis.
Para Eli Shukron, que tem trabalhado com achados na cidade de Davi há muitos anos, esta é uma das suas descobertas mais importantes.
“Estamos em um lugar muito, muito importante. Volte para Melquisedeque. Volte para o tempo de Abraão. Entenda de que maneira essas pessoas estão adorando a Deus no começo”, disse Shukron ao site CBN News.
O arqueólogo lembra que em outros povos como no Egito e Mesopotâmia a adoração era feita em templos, com ouro e ídolos, mas apenas os hebreus usavam pedras.
“A pedra é a casa de Deus, não há ouro nem diamantes, tudo é simples, é o que Deus quer que sejamos, simples. É fantástico. Por quê? Por que razão? Para nos conectar com Deus”, declarou Shukron.
O estudioso diz que ali há a combinação do altar para o sacrifício, o canal do sangue, o prego do azeite para o óleo da unção, o lugar para amarrar os animais do sacrifício.
A descrição desse encontro está em Gênesis 14 que diz: “Então Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; ele era o sacerdote do Deus Altíssimo. E abençoou-o e disse: Bendito seja Abrão do Deus mais sublime, possuidor do céu e da terra; e abençoado seja o Deus Altíssimo, que entregou seus inimigos em suas mãos. E ele deu a ele um dízimo de tudo.”
A bênção do pão e do vinho é uma tradição e um estilo de vida que continua cerca de 4000 anos depois, como explica o arqueólogo, e a entrega do dízimo é uma forma de adoração.
“O que estamos fazendo hoje? O judeu, o cristão… O que estamos fazendo? Estamos abençoando o pão e o vinho de uma maneira diferente, mas abençoando o pão e o vinho”, disse Shukron.
“Onde [tudo começou]? Aqui na cidade de Davi, no Templo de Melquisedeque. Este é o lugar. É onde estamos e isso é incrível para entender isso”, completou.
anterior
próxima
Estudiosos no local do encontro entre Abraão e Melquisedeque (Foto: Jennifer Guetta)
Compartilhar:
← Postagens mais recentes Postagens mais antigas → Página inicial

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto
Diac. Marco Aurélio
Visualizar meu perfil completo
BANNER 728X90
Ads Top

#

Programa Vale apena ouvir de novo! O seu Programa de todos os domingos!

Faça você também parte deste grupo de seguidores do Blog e receba também orações pela sua vida!

Sejam Bem Vindos ao Site Culto Abençoado no seu Lar!

A paz meus queridos e irmãos em Cristo! Inscrevam-se abaixo com o seu E-mail e receba Orações pela sua vida e tambem pela sua família e fique atualizado com as mensagens que edificarão as vossas vidas. Amém?:

Delivered by FeedBurner

Conteúdos mais visitados

a

b

c

d

e

f

g

h

i

j

k

l

m

n

o

TRADUZIR ESTE SITE

Cotação Euro Hoje

Cotação Bitcoin Hoje

Cotação Ouro Hoje

Siga-nos

SEJAM BEM VINDOS!

Volte Sempre!

Flag Counter

Total de visualizações

Leitores Diário Blog

Matérias mais visitadas